"Se Rogério Ceni olhou para o meu futebol, algo de bom deve ter", diz Sidão

Do UOL, em São Paulo

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Respaldado por Ceni na chegada, goleiro perdeu espaço no São Paulo em 2018

    Respaldado por Ceni na chegada, goleiro perdeu espaço no São Paulo em 2018

Sidão chegou ao São Paulo no início de 2017 com o aval de Rogério Ceni. No entanto, apesar da confiança depositada pelo ídolo e então treinador do clube paulista, o goleiro não correspondeu às expectativas de boa parte da torcida.

No final de 2018, depois de perder espaço para Jean entre os titulares são-paulinos no Campeonato Brasileiro, Sidão acabou deixando o clube. Em 2019, ele será jogador do Goiás, que volta à primeira divisão nacional.

Ainda assim, Sidão demonstra segurança em suas habilidades. E lembra o aval recebido de Rogério Ceni no São Paulo para deixar as críticas para trás na sequência da carreira.

Leia também:

  • Ceni prevê sucesso de André Jardine no São Paulo: 'Torço muito por ele'

“Se o Rogério Ceni teve olhos para o meu futebol, é porque algo de bom deve ter”, disse, em declarações veiculadas pela TV Gazeta. “(Era) um cara de quem eu tinha o aval (no São Paulo), mas infelizmente para ele as coisas não aconteceram também da forma que ele queria”, completou.

Rogério acabou demitido do cargo de treinador do São Paulo em julho de 2017. Em 2018, no entanto, foi contratado pelo Fortaleza, e acabou levando o time cearense à conquista da Série B do Campeonato Brasileiro.

O fato foi mencionado por Sidão, que fez menção aos questionamentos feitos sobre a carreira de Ceni como treinador após a passagem pelo São Paulo. “Provou que é um ótimo treinador, que pode se firmar como um dos melhores treinadores do Brasil com o trabalho que fez no Fortaleza. Ele provou que estava certo, e bola para frente”, disse.

Rogério Ceni é só elogios a Sidão

Em entrevista nesta sexta-feira (14) ao canal de TV por assinatura ESPN Brasil, Rogério Ceni também relembrou o trabalho com Sidão. E fez questão de elogiar o antigo comandado.

“Sidão (é) um grande goleiro, um grande amigo, um grande parceiro e foi para um time com uma grande estrutura. O Goiás é o São Paulo da região Centro-Oeste”, disse Ceni.

“Não conversei com o Sidão (sobre a transferência), mas está em um clube com estrutura, potencial financeiro. Tenho certeza de que vai fazer um grande campeonato. Foi pressionado no São Paulo, como outros já foram”, completou.

UOL Cursos Online

Todos os cursos