CEO da Vivo pede desculpas ao Palmeiras por vídeo e parabeniza por deca

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

O presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, recebeu nesta sexta-feira (14) uma carta assinada pelo CEO da Telefônica Brasil, Eduardo Navarro, e pelo COO da companhia, Christian Gebara. Nela, a Vivo - marca que pertence à Telefônica - pede desculpas pelo vídeo que ganhou as redes sociais na véspera.

As imagens foram registradas durante um evento corporativo da Vivo, no qual um funcionário apresenta o Aura, um assistente digital que obedece a comandos e responde perguntas dos usuários. Diante da plateia, o funcionário em questão interage com um celular.

"[Qual é] o maior enigma do Brasil na atualidade? Uma pergunta que ninguém parece saber a resposta?", questiona ele ao público. Em seguida, pergunta ao Aura: "Quantos títulos brasileiros tem o Palmeiras?"

Leia também:

O programa no telão indica estar pensando na resposta. Após algumas risadas, uma voz feminina no celular responde: "Desculpe, eu não consigo te responder. Há casos em que a matemática não parece fazer sentido". A plateia ri e aplaude.

Na carta enviada ao Palmeiras, Eduardo Navarro e Christian Gebara pedem desculpas ao Palmeiras, em nome da Vivo, pelo vídeo. No texto, reiteram que as imagens foram reproduzidas fora de contexto.

Confira o texto na íntegra:

Caro presidente Maurício Precivalle Galiotte,

A Vivo pede desculpas à Sociedade Esportiva Palmeiras e aos torcedores que se sentiram ofendidos pelo vídeo que circulou ontem nas redes sociais. O conteúdo em questão foi retirado de uma apresentação interna, feita por um funcionário. Ele foi reproduzido fora de seu contexto e não representa a opinião da Vivo.

A empresa reitera seu respeito pela instituição e parabeniza os seus milhões de torcedores em todo o mundo pela campanha vitoriosa que levou o clube ao decacampeonato brasileiro em 2018

Com elevada consideração,

Eduardo Navarro, CEO da Telefônica Brasil

Christian Gebara, COO da Telefônica Brasil

UOL Cursos Online

Todos os cursos