Topo

Futebol


Árbitro é agredido por jogador e deixa partida na Argentina de ambulância

Gabriel Cortínez (foto) esperou por 50 minutos até que socorro chegasse ao local do jogo - Doble5inco.com/Reprodução
Gabriel Cortínez (foto) esperou por 50 minutos até que socorro chegasse ao local do jogo Imagem: Doble5inco.com/Reprodução

Do UOL, em São Paulo

17/12/2018 12h34

Mais um incidente violento marcou as divisões inferiores do futebol da Argentina no fim de semana.

Desta vez, aconteceu na final do Torneio Anual Classificatório da Liga Posadeña, uma organização regional da província de Misiones. Durante a partida deste domingo (16) entre Club Mitre, da cidade de Posadas, e Sporting, de San Pipó, o árbitro Gabriel Cortínez foi agredido e precisou deixar o campo em uma ambulância.

O incidente acontece já no fim do segundo tempo, quando o Mitre vencia por 3 a 1 - Matías Fesztein, Ulises Silveira e Manolo Sánchez Ocaña marcaram para o time de Posadas, enquanto Pablo Reis fez para os representantes de San Pipó. Nos acréscimos, Cortínez deu cartão amarelo a Matías Benítez, do Sporting. O jogador já tinha amarelo e acabou expulso.

Leia também:

Foi aí que Luis Angel Maciel, seu companheiro de equipe, perdeu o controle: sem nem mesmo dirigir a palavra ao árbitro, atacou-o com socos. Cortínez caiu no gramado com a boca ensanguentada.

De acordo com o jornal argentino Olé, foram 50 minutos de espera até que uma ambulância chegasse ao estádio para o atendimento. Cortínez então foi colocado em uma maca e levado a um hospital próximo.

“Olhei o cronômetro e faltava um minuto e meio. Aí eu recebi esse golpe que me deixou desacordado”, disse Cortínez ao site Doble5inco.com, dizendo-se triste com o incidente. “Eu estava contente com a partida”, completou. Segundo o veículo, o juiz do jogo ainda era observado por médicos na manhã desta segunda-feira (17).

Diante da agressão, a partida foi suspensa por um dos assistentes de arbitragem. Luis Angel Maciel, o responsável pela agressão, foi levado a uma delegacia e liberado poucas horas depois. O Tribunal de Penas da Liga Posadeña deve se manifestar ainda nesta segunda-feira a respeito do jogo.

Mais Futebol