Topo

Futebol


Alcoolizado, Rooney foi preso em aeroporto dos EUA em dezembro

AP Photo/Susan Walsh
Atacante inglês Wayne Rooney defende o DC United, da MLS Imagem: AP Photo/Susan Walsh

Do UOL, em São Paulo

2019-01-06T16:51:34

06/01/2019 16h51

O atacante inglês Wayne Rooney, atualmente no DC United, da Major League Soccer (MLS), foi preso em dezembro pela polícia de Washington. A informação foi tornada pública somente neste domingo (6). 

De acordo com veículos de imprensa dos Estados Unidos, o atacante foi detido por estar alterado em público e usar palavras ofensivas, no aeroporto de Washington, em 16 de dezembro. As infrações, consideradas de menor gravidade, foram confirmadas pelo escritório do xerife de Loudoun County. Localizado no estado da Virgínia, o condado faz parte da região metropolitana de Wasgington D.C., e é onde está situado o terminal internacional. 

Segundo as autoridades, Rooney foi liberado sem pagar fiança, uma vez que se comprometeu a se apresentar à corte quando fosse intimado. Nesta sexta-feira (4), o jogador foi multado em US$ 25 (R$ 93) e obrigado a pagar US$ 91 (R$ 338) dos custos do processo. 

Em setembro de 2017, enquanto ainda jogava no Everton, Rooney foi preso após ser flagrado dirigindo embriagado, na região de Wilmslow, no condado de Chesire, próximo a Liverpool, no noroeste da Inglaterra. Em julgamento duas semanas depois, o inglês foi condenado a 100 horas de trabalho comunitário e teve o direito de dirigir suspenso por dois anos. 

À época, o jogador soltou uma nota pedindo desculpas pela sua "imperdoável falta de juízo em dirigir acima do limite legal [de álcool]". "Foi completamente errado. Já pedi desculpas à minha família, ao meu técnico e a todos no Everton. Agora, quero desculpar-me a todos os torcedores e aos que me apoiaram durante a carreira", completou. 

De acordo com o site especializado Spotrac, Rooney tem o oitavo maior salário da MLS, estimado em US$ 2,77 milhões (R$ 10,29 milhões) em 2018. 

Mais Futebol