Topo

Futebol


Contestado, Avelar ganha voto de confiança de Carille e vira "recuperável"

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians
Danilo Avelar chegou ao Corinthians em junho e fez 29 jogos, com dois gols marcados Imagem: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

2019-01-08T04:00:00

08/01/2019 04h00

O técnico Fábio Carille voltou a colocar em prática uma postura adotada na primeira passagem pelo Corinthians. Na tentativa de solucionar o problema na lateral esquerda do time alvinegro, o treinador passou a tratar Danilo Avelar como um dos "recuperáveis" do elenco - jogadores como Marquinhos Gabriel e Giovanni Augusto também foram vistos de tal forma na temporada 2017.

Não à toa, Avelar, bastante contestado pela torcida, ocupou a posição de titular no primeiro treino com bola e times formados de 2019, na última segunda-feira, no CT Joaquim Grava. A escolha aconteceu três dias depois de o treinador defender o jogador publicamente.

"Observei muito o Avelar antes de sair. Era um jogador que estava no radar do clube. Os primeiros jogos dele para mim foram muito bons. Ele caiu de acordo com a queda da equipe, foi conjunto. E muitas vezes isso caiu em cima de alguns jogadores. Vamos deixar as coisas bem ajustadas dentro de campo para que todos tenham confiança para fazer o melhor", disse Carille, que chegou a citar o caso de Balbuena - o zagueiro foi de contestado em 2016 à referência do time no ano seguinte.

Carille ainda ressaltou que o nome de Avelar passou pelo seu crivo no começo do ano passado, quando o Corinthians fez a primeira investida pela contratação do atleta. Meses depois, com o treinador já no Al-Wehda e Osmar Loss à frente da equipe corintiana, o lateral esquerdo foi enfim anunciado com jogador do clube alvinegro.

Nos casos de Marquinhos Gabriel e Giovanni Augusto, a estratégia rendeu resultados pontuais, embora os dois jogadores estejam fora dos planos. O primeiro está emprestado ao Al-Nasr e é alvo do Grêmio. O segundo voltou ao Corinthians após passagem apagada pelo Vasco e treina à parte no CT Joaquim Grava. 

Embora tenha encerrado 2018 sob desconfiança, Avelar é visto como um jogador que ainda pode ajudar. Além de o lateral ter sido observado pelo clube ainda nos tempos de Carille, outros fatores ajudam nessa avaliação da comissão técnica. Carlos Augusto, por exemplo, segue com a seleção sub-20 e perderá a pré-temporada - o jovem terminou a temporada passada como titular.

Outra opção para o setor, Moisés, é visto como uma valiosa moeda de troca no mercado da bola depois de uma temporada segura no Botafogo. Além disso, a contratação de Uendel é improvável no momento, pois o Inter pretende continuar com o atleta.

A lateral esquerda é uma das posições mais instáveis do Corinthians desde a temporada passada. O problema no comando do ataque, recorrente em 2018, pode ser solucionado com a contratação de Mauro Boselli. Hoje, a zaga alvinegra, em uma menor escala, também é vista como um setor que necessita de reforços. 

Na lateral, após a saída de Guilherme Arana no fim de 2017, o Corinthians enfrentou dificuldades. Somente na temporada passada, cinco jogadores passaram pela posição: Guilherme Romão, Juninho Capixaba (ambos estão emprestados hoje), Sidcley (vendido ao futebol ucraniano), Avelar e Carlos Augusto - o volante Maycon também chegou a ser improvisado por Carille no setor.

Mais Futebol