Com quatro de Gabriel Jesus, City faz 9 a 0 em semi da Copa da Liga Inglesa

Do UOL, em São Paulo

  • Paul Ellis/AFP

    Em casa, Manchester City não teve dificuldades diante do Burton Albion

    Em casa, Manchester City não teve dificuldades diante do Burton Albion

Deu a lógica no Etihad Stadium. Nesta quarta-feira (9), em jogo pelas semifinais da Copa da Liga Inglesa 2018/2019, o Manchester City recebeu o Burton Albion e não tomou conhecimento: goleou por 9 a 0, em noite de grande apresentação de Gabriel Jesus. O brasileiro marcou quatro vezes.

O placar praticamente dá fim ao sonho do modesto Burton Albion, time que disputa a terceira divisão inglesa. Ao longo de sua participação na competição, a equipe do técnico Nigel Clough eliminou Shrewsbury Town, Aston Villa, Burnley, Nottingham Forest e Middlesbrough.

Agora, em busca de uma virada pouco provável, o Burton Albion recebe o jogo de volta no dia 23 de janeiro. Quem avançar decidirá o título contra o classificado do duelo entre Tottenham e Chelsea.

Leroy Sané, destaque criativo do Manchester City

Não dá para tirar o reconhecimento de Gabriel Jesus, melhor jogador em campo, e de seus quatro gols no jogo. Mas é preciso dividir o mérito para encontrar um personagem fundamental no setor ofensivo do City: Leroy Sané. Dos pés do alemão saíram as assistências para o segundo, o quarto gols e o sétimo gols. Só não fez mais porque foi substituído no segundo tempo.

Riyad Mahrez, o 'menos melhor' do setor ofensivo do City

Em um Davi contra Golias como o jogo desta quarta-feira, é bastante óbvio que os jogadores menos eficientes em campo estiveram do lado do Burton Albion. Mas no ataque do City, que brincou de jogar futebol no segundo tempo, quem mais demorou a brilhar foi Riyad Mahrez. Acostumado a acelerar o jogo pelo lado direito do ataque, teve um primeiro tempo apagado. Porém, com o jogo já decidido, apareceu após o intervalo. Resultado? Duas assistências e um gol.

Gabriel Jesus: menos velocidade, mais oportunismo

Bastante cobrado pelo torcedor brasileiro, especialmente após a participação na Copa do Mundo de 2018, o ex-palmeirense fez uma partida na qual conseguiu se destacar positivamente. Enquanto a criação do City ficou com Leroy Sané (pela esquerda) e Riyad Mahrez (pela direita), Gabriel Jesus conseguiu jogar entrando mais na área. Assim, não apareceu tanto na movimentação, mas correspondeu na finalização. Com muita presença de área, fez quatro gols em uma noite de gala.

Phil Noble/Reuters

Manchester City se poupa, mas é letal quando precisa

Em casa, o Manchester City abriu o placar logo no começo: aos 5 min do primeiro tempo, Kevin de Bruyne recebeu o cruzamento na área pela esquerda e, mesmo em meio à marcação, subiu para cabecear para as redes.

Um gol tão inicial indicaria um jogo fácil, certo? O Burton, porém, mostrou que poderia assustar. Aos 12 min, Marcus Harness teve grande oportunidade ao receber o cruzamento rasteiro de Lucas Akins pela esquerda, mas bateu para fora.

O City, até então tranquilo no jogo, resolveu acelerar. Aos 29 min, Leroy Sané entrou pela direita após tabela com Ilkay Gundogan e só não marcou porque o goleiro Bradley Collins defendeu - na sobra, porém, Gabriel Jesus foi mais rápido que a defesa e completou de cabeça para fazer 2 a 0. Depois, aos 33 min, o camisa 33 recebeu de David Silva pela esquerda, dominou e tocou no cantinho para fazer o terceiro do City. A bola ainda bateu na trave antes de entrar.

Phil Noble/Reuters
De cabeça, Gabriel Jesus fez o segundo gol do City (foto); depois, ampliou o placar

Aí, o Burton sentiu o golpe. Aos 36 min, Leroy Sané acionou Olexandr Zinchenko na esquerda; o lateral mandou da entrada da área e encobriu o goleiro adversário para fazer um belo gol. E com o jogo decidido, o City não aliviou no segundo tempo.

Aos 11 min, Riyad Mahrez cruzou pela direita e Gabriel Jesus apareceu na área para, de cabeça, fazer 5 a 0. Depois, aos 17 min, o brasileiro avançou pela esquerda e chutou em cima do goleiro Bradley Collins - Phil Foden pegou o rebote e fez o sexto.

Mais tarde, com 19 min, Leroy Sané avançou à linha de fundo pela esquerda e cruzou para que Gabriel Jesus escorasse, marcando o quarto gol dele no jogo. Depois, com 24 min, Mahrez centrou pela esquerda e encontrou Kyle Walker na área para escorar para as redes. Mais tarde, com 38 min, Mahrez aproveitou uma sobra na área e, mesmo chutando fraco, fez o nono.

Burton jogou, sem sucesso, para evitar goleada

Antes da partida, o técnico do Burton, Nigel Clough, reconheceu que sua equipe teria uma tarefa difícil pela frente. ?Temos apenas que esperar que eles tenham uma noite terrível se quisermos algo a nosso favor?, afirmou. E para tentar diminuir as chances do City, Clough escalou seu time com cinco jogadores na linha de defesa e apenas um atacante.

Dá para dizer que o objetivo foi cumprido até os 29 min do primeiro tempo, quando o Manchester City fez o segundo gol. Depois de esboçar boas chances e ameaçar sair da defesa, o time visitante desmoronou diante das ofensivas do time de Pep Guardiola, especialmente avançando pelos flancos do ataque. Fica difícil acreditar em uma surpresa no jogo de volta.

Esse nome não é estranho?

Se o nome do técnico Nigel Clough te chamou alguma atenção, saiba que não foi por acaso. Nigel é filho de Brian Clough, técnico que levou o Nottingham Forest aos títulos da então Copa dos Campeões (atual Liga dos Campeões da Europa) em 1979 e 1980. Como jogador, entre 1984 e 2008, Nigel teve uma carreira de relativo destaque justamente por Nottigham Forest e Burton Albion, passando também por Liverpool e Manchester City. Em 1992, disputou a Eurocopa pela Inglaterra.

Jason Cairnduff/Reuters
Técnico do Burton Albion, Nigel Clough, é filho de Brian Clough

FICHA TÉCNICA
MANCHESTER CITY 9 X 0 BURTON ALBION

Data: 9 de janeiro de 2019 (quarta-feira)
Hora: 17h45 (horário de Brasília)
Local: Eithad Stadium, em Manchester (ING)
Árbitro:  Mike Dean (ING)
Assistentes: Ian Hussin (ING) e Darren Cann (ING)
Gols: Kevin de Bruyne, aos 5 min do 1º T (MCI); Gabriel Jesus, aos 29 min do 1º T (MCI); Gabriel Jesus, aos 33 min do 1º T (MCI); Olexandr Zinchenko, aos 36 min do 1º T (MCI); Gabriel Jesus, aos 11 min do 2º T (MCI); Phil Foden, aos 17 min do 2º T (MCI); Gabriel Jesus, aos 19 min do 2º T (MCI); Kyle Walker, aos 24 min do 2º T (MCI); Riyad Mahrez, aos 38 min do 2º T (MCI)

MANCHESTER CITY: Arijanet Muric; Kyle Walker (Danilo), Nicolás Otamendi, Eric Garcia e Olexandr Zinchenko; Ilkay Gundogan, Kevin de Bruyne (Phil Foden) e David Silva; Riyad Mahrez, Gabriel Jesus e Leroy Sané (Bernardo Silva)
Técnico: Pep Guardiola

BURTON ALBION: Bradley Collins; John Brayford, Ben Turner, Jake Buxton, Reece Hutchinson e Kieran Wallace; Jamie Allen (Ben Fox), Scott Fraser (Joe Sbarra), Lucas Akins e Marcus Harness; Liam Boyce (David Templeton)
Técnico: Nigel Clough

UOL Cursos Online

Todos os cursos