Topo

Esporte


Proibido de falar sobre China, David Neres reencontra o São Paulo nos EUA

David Neres em ação durante evento da Florida Cup, nos Estados Unidos - Igor Castro/Florida Cup
David Neres em ação durante evento da Florida Cup, nos Estados Unidos Imagem: Igor Castro/Florida Cup

Conrado Giulietti

Colaboração para o UOL, em Orlando (EUA)

10/01/2019 04h00

"Se falar sobre China, vou retirá-lo da entrevista". O recado do assessor do Ajax dá o retrato do atual momento de David Neres, 21 anos, hoje uma das estrelas da equipe holandesa.

Neres completa neste mês dois anos no clube após ser vendido pelo São Paulo por cerca de R$ 50 milhões de reais. O interesse do Guangzhou Evergrande foi noticiado no início desta semana, e a oferta giraria na casa dos R$ 30 milhões de euros (cerca de R$ 127 milhões), de acordo com o jornal De Telegraaf.  "Jogadores do Ajax sempre despertam interesse de outros times, e sempre há rumores, isso só acontece com grandes equipes", despistou Edwin Van der Sar, um dos maiores goleiros da história do Ajax e atual CEO do clube, em conversa com o UOL Esporte.

"Nós estamos lutando em várias formas, pois queremos vencer a Liga, estamos na Liga dos Campeões e queremos manter o time mais forte possível", complementou o ex-camisa 1 da seleção holandesa.

Os números da última temporada de Neres no Ajax mostram como o atacante está se sentindo mais confortável. Foram 16 gols em 32 jogos. No atual Campeonato Holandês, são dois gols em 15 partidas, além de um tento marcado na Liga dos Campeões, competição em que o time irá encarar o Real Madrid nas oitavas de final.

"Ele teve um pouco de dificuldade nos primeiros meses, mas logo mostrou a qualidade que nosso diretor Marc Overmars viu nele", disse Van der Sar, citando outro ex-jogador do Ajax, atualmente responsável pelo departamento de futebol do clube.

A ida para a Europa foi meteórica, após apenas oito jogos pelo São Paulo. Em um primeiro momento, Neres foi escalado no time sub-21 do Ajax, que queria desenvolvê-lo e adaptá-lo ao novo território. A chave para se sentir bem foi a comunicação, de acordo com Van der Sar. "Ele está jogando muito bem, tem um drible fantástico, e está falando muito bem inglês, dentro e fora de campo. Isso é parte do Ajax. A gente gosta de desenvolver jovens jogadores na comunidade. Tentamos dar aos garotos uma chance de brilhar".

As entrevistas do tempo de Morumbi mostravam um garoto tímido. Em dois anos de Holanda, Neres reconhece que está mais solto. "Quando eu saí do São Paulo, era tudo muito novo para mim, essa vida de profissional. Fiquei pouco tempo, ainda era um garoto. Estou mais maduro, apesar de ainda ser jovem, mas já estou com mais experiência, mais jogos no profissional. Essa é a diferença, estou mais adaptado a vida de profissional", contou, ao UOL Esporte.

Reencontro com o "criador" Jardine

Na Flórida Cup, David Neres vai reencontrar seu clube formador. A estreia do Ajax será contra o Flamengo nesta quinta-feira. No sábado, o duelo é contra o São Paulo, do seu ex-mentor André Jardine, com quem trabalhou em Cotia. "É um cara que sabe como eu jogo, comecei a dar um salto na carreira exatamente jogando com ele. É um cara que me conhece bem, sabe como me parar", disse, entre risos.

Neres afirmou nunca ter recebido um contato direto de Tite, que nos primeiros amistosos após a Copa do Mundo da Rússia chegou a dizer, em entrevista coletiva, que observava o atacante do Ajax entre outros jogadores brasileiros.

Mais Esporte