Sondado por rivais argentinos, Mancuello tem futuro incerto no Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Vinnicius Silva/Cruzeiro

    Meia argentino ainda não se acertou com nenhum clube, mas dificilmente ficará na Toca

    Meia argentino ainda não se acertou com nenhum clube, mas dificilmente ficará na Toca

Contratado há um ano pelo Cruzeiro, Mancuello segue com seu futuro incerto na equipe. Sem espaço no time de Mano Menezes, o jogador já foi incluído entre as moedas de troca da diretoria e dificilmente ficará no plantel. Apesar de ter se reapresentado desde o primeiro dia na Toca da Raposa, o meia segue desejado por outros clubes. Na Argentina, os rivais Boca Juniors e San Lorenzo duelam para tentar tirá-lo de Belo Horizonte.

O desejo mais antigo é o do San Lorenzo. Desde o final do ano passado, o clube tentou repatriar o jogador. Embora alguns veículos da imprensa local já tenham noticiado um acerto entre as partes, um anúncio nunca chegou a acontecer. Nesta semana, o ex-jogador e agora gerente de futebol dos Cuervos, Leandro Romagnoli, disse estar confiante em um acerto próximo com o Cruzeiro. Porém, além de precisar se acertar em relação aos valores para comprar o atleta, outra entrave que surge para a equipe é o salário do jogador, considerado alto.

Nos últimos dias, outro time da capital argentina entrou na jogada. Daniel Angelici, presidente do Boca Juniors revelou que o jogador está no radar e que irá se reunir com o técnico Gustavo Alfaro para conversar sobre as carências da equipe. Se for negociado, Mancuello poderá ocupar a posição de Pablo Pérez, capitão do time que não está com seu futuro certo.

Enquanto isso, Mancuello segue participando da pré-temporada do Cruzeiro na Toca da Raposa. No entanto, nos últimos dois treinamentos o jogador não apareceu no campo e realizou apenas trabalhos internos. Mano Menezes preferiu não comentar sobre o caso e diz contar com o jogador.

"O Mancuello está no grupo. Qualquer coisa diferente disso, eu só posso falar baseado em fatos. Mas não dá para ficar falando se acontecer isso ou aquilo. Não vou ficar expondo o atleta a nenhum tipo de situação que não seja real. Ele se reapresentou e está treinando como os outros jogadores", disse o treinador.

Com contrato até dezembro de 2020, Mancuello fez 38 jogos pela Raposa e marcou três gols em seu primeiro ano. Pela vinda do jogador, o Cruzeiro pagou R$6 milhões ao Flamengo e ficou com 60% dos direitos econômicos. Mesmo se vender o atleta, o Cruzeiro ainda precisará pagar o clube rubro-negro. Recentemente, a equipe carioca entrou com uma ação para pedir o pagamento de cerca de R$4 milhões que ainda não foi quitado pelos mineiros.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos