Vizeu recria disputa tripla e aumenta dúvida sobre ataque do Grêmio

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Jeferson Guareze/AGIF

    André ganha novo concorrente no ataque do Grêmio e pode perder espaço

    André ganha novo concorrente no ataque do Grêmio e pode perder espaço

Ano novo, mas indefinição velha no ataque do Grêmio. A contratação de Felipe Vizeu faz o clube gaúcho encarar nova disputa tripla pela vaga de centroavante. Em 2018, Renato Gaúcho chegou a criar rodízio entre André e Jael e fechou a temporada alimentando um grande ponto de interrogação na função. E meses antes, chegou a planejar revezamento maior. 

Entre fevereiro e agosto do ano passado, o Grêmio teve Hernane Brocador no plantel. Agora jogador do Sport, o centroavante era para atuar como sombra a André e Jael. Não deu. 

Brocador jogou cinco vezes com a camisa do clube gaúcho e não fez gols. Indicado pelos próprios jogadores no início da temporada, o centroavante pediu para ser liberado e foi atendido durante recesso para Copa do Mundo. Sem ele, André e Jael acirraram a disputa. 

André, contratado após longa negociação com o Sport, tomou o lugar de Jael no início do Brasileirão. Mesmo com os gols do camisa 9 no Gauchão, onde inclusive deu assistência de ombro em Gre-Nal. Só que o rendimento de um foi ruim e o outro oscilou.

Na reta final de 2018, a cada jogo o Grêmio tinha um centroavante diferente. O rodízio não ajudou nenhum dos lados e assim, ambos os atacantes fecharam a temporada em baixa. Por isso, os dirigentes foram ao mercado.

Em Porto Alegre desde sexta-feira, Vizeu vai ocupar a vaga que era de Hernane Brocador no plantel. Só que a ideia do Grêmio é ter o jovem revelado pelo Flamengo como opção real ao time. O pé esquerdo afiado é elogiado e o posicionamento também. 

Felipe Vizeu foi emprestado pela Udinese-ITA até dezembro. O Grêmio vai arcar com os salários do jogador durante o contrato e espera que a disputa tripla tenha resultado diferente nesta temporada.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos