Topo

Futebol


PSG vence em casa e avança na Copa da França, mas Neymar vira preocupação

Do UOL, em São Paulo

2019-01-23T19:58:17

23/01/2019 19h58

Não foi fácil, mas o Paris Saint-Germain confirmou seu favoritismo e garantiu sua vaga para as oitavas de final da Copa da França 2018/2019. Nesta quarta-feira (23), jogando no Parc des Princes, o time comandado por Thomas Tuchel recebeu o Strasbourg e venceu por 2 a 0, avançando na competição.

O jogo teve como momento mais preocupante para os parisienses a substituição de Neymar. No segundo tempo, o brasileiro reclamou de dores no pé direito e deu lugar a Moussa Diaby.

Agora, os dois times voltam a entrar em campo no fim de semana, mas em seus compromissos pelo Campeonato Francês. No sábado (26), o Strasbourg recebe o Bordeaux, de olho em uma vaga no G-4; no dia seguinte, o PSG - líder invicto do torneio - hospeda o Rennes.

Melhor em campo, Matz Sels evitou uma goleada

O PSG poderia ter vencido por um placar mais elástico, mas oscilou entre a pressão e apatia. Quando pressionou, encontrou uma atuação inspirada do goleiro do Strasbourg, Matz Sels. No primeiro tempo, o belga teve intervenção decisiva em pelo menos três chances claras. No segundo tempo, teve atuação discreta.

Pior em campo, Samuel Grandsir falhou quando precisou

Cabia ao atacante a tarefa de vazar a defesa do PSG. Só que ele pouco apareceu em quando, e quando apareceu, falhou: aos 36 min do primeiro tempo, teve grande chance ao aproveitar o corte errado de Thiago Silva, mas mandou para fora.

Neymar tenta, mas passa em branco e sai com dores

Charles Platiau/Reuters
Imagem: Charles Platiau/Reuters

O camisa 10 precisou de pouco tempo para marcar presença no jogo: aos 8 min do primeiro tempo, quando o jogo já estava 1 a 0 para o PSG, provocou a defesa rival com um chute no vácuo. Na sequência do lance, sofreu uma falta de Dimitri Lienard, capitão do Strasbourg.

Mas a presença de Neymar em campo não ficou restrita apenas ao gracejo. Ao longo do primeiro tempo, foram pelo menos quatro boas chances de balançar as redes. No segundo, deu até carretilha, mas não conseguiu seu gol. Pior: aos 15 min, saiu de campo com dores no pé direito e foi substituído por Moussa Diaby.

PSG pressiona, mas placar é modesto

Franck Fife/AFP
Cavani abriu o placar para o PSG logo aos 3 min do primeiro tempo Imagem: Franck Fife/AFP

Em casa, o PSG abriu o placar logo aos 3 min: após lançamento de Thiago Silva, Eric Maxim Choupo-Moting arrumou com o peito na direita e tocou na esquerda para Edinson Cavani mandar para as redes. De quebra, o 2 a 0 quase veio aos 29 min: Neymar cobrou a falta da entrada da área pela esquerda, mas o goleiro Matz Sels foi lá no ângulo para espalmar. Quatro minutos depois, o brasileiro tentou de novo em lance muito parecido, mas a cobrança foi para fora desta vez.

Com a vantagem no placar, o PSG seguia sufocando, parando quase sempre em Matz Sels. Aos 34 min, Ángel di María recebeu belo passe na direita, avançou e cruzou rasteiro para Neymar, que só não marcou porque foi atrapalhado pela defesa na hora de escorar. Depois, em escanteio cobrado pela direita aos 38 min, Cavani cabeceou para o chão e obrigou o goleiro do Strasbourg a se virar como podia para mandar para fora. Com 44 min, após rebote de Sels em um chute de Neymar pela esquerda, Di María chegou tarde e mandou a bola na trave.

No segundo tempo, o Strasbourg tentou equilibrar as ações, mas as primeiras oportunidades ofereceram pouco perigo ao goleiro Alphonse Areola. Do outro lado, Neymar tentou de novo aos 12 min: aplicou uma carretilha sobre Moataz Zemzemi, limpou a marcação na entrada da área e chutou, mandando à direita de Matz Sels.

 O brasileiro foi substituído logo na sequência, e o PSG parecia satisfeito com o placar. Mas veio o segundo gol aos 36 min, após bobeada na saída de bola do Strasbourg - Julian Draxler aproveitou e cruzou na esquerda para Ángel di María, que escorou para marcar.

Sem gol, Neymar não supera Nenê

Com a partida desta quarta-feira, Neymar chegou a 53 partidas pelo Paris Saint-Germain desde 2017. Desde sua chegada, foram 48 gols pelo clube, empatado com Nenê como na 13ª colocação da lista de maiores artilheiros da história do clube. O 12º lugar pertence a George Weah, que marcou 55 vezes entre 1992 e 1995.

Dijon vence fora de casa; Caen goleia

Nos outros jogos desta quarta-feira pela Copa da França, destaque para a vitória fora de casa do Caen sobre o Viry Chantilon por 6 a 0. Igualmente fora de casa, o Dijon fez 6 a 3 no Saint-Etienne. Rennes (2 a 0 no St-Pryve St-Hilaire) e Orleans (3 a 2 no Bergerac Perigord) também avançaram. Como visitante, o Croix bateu o Marignane Gignac por 4 a 3 nos pênaltis, após empate por 0 a 0, e foi mais uma se garantir nas oitavas.

FICHA TÉCNICA
PARIS SAINT-GERMAIN 2 X 0 STRASBOURG

Data: 23 de janeiro de 2019 (quarta-feira)
Hora: 18h05 (horário de Brasília)
Local: Parc des Princes, em Paris (FRA)
Árbitro: Johann Hamel (FRA)
Assistentes: Nicolas Danos (FRA) e Mathieu Grosbost (FRA)
Gols: Edinson Cavani, aos 3 min do 1º T (PSG); Ángel di María, aos 36 min do 2º T (PSG)
Cartões amarelos: Edinson Cavani (PSG) e Thilo Kehrer (PSG); Ismael Aaneba (STR)

PARIS SAINT-GERMAIN: Alphonse Areola; Dani Alves, Thiago Silva, Marquinhos e Juan Bernat; Thilo Kehrer, Ángel di María (Christopher Nkunku) e Julian Draxler; Edinson Cavani, Eric Maxim Choupo-Moting (Jesé) e Neymar (Moussa Diaby)
Técnico: Thomas Tuchel

STRASBOURG: Matz Sels; Ismael Aaneba, Pablo Martínez, Abdallah N'Dour e Lionel Carole (Kenny Lala); Anthony Gonçalves, Dimitri Lienard e Moataz Zemzemi; Nuno da Costa (Benjamin Karamoko), Samuel Grandsir e Lebo Mothiba (Kévin Zohi)
Técnico: Thierry Laurey

Mais Futebol