Topo

Futebol


Fla diz que espuma não propagava fogo e mantém salários de jovens

Do UOL, no Rio de Janeiro

10/02/2019 17h28

O Flamengo voltou a se pronunciar neste domingo (10) sobre o incêndio que matou dez jovens das categorias de base do clube no CT Ninho do Urubu. Em nota, o Rubro-negro informou que o poliuretano utilizado entre as chapas metálicas do contêiner não foi um propagador do incêndio, já que possui característica auto-extinguível.

O clube também garantiu que seguirá arcando com as remunerações das vítimas da tragédia e explicou que os seis aparelhos de ar-condicionado do instalados no apartamento modular receberam manutenção no último dia 5 de fevereiro.

Veja a nota do Flamengo na íntegra:

O Clube de Regatas do Flamengo - sob nova administração desde o dia 1º de janeiro e  cujo gabinete de crise segue funcionando neste domingo (10/02), na sede da Gávea - vem prestar os seguintes esclarecimentos adicionais:

SOBRE A ASSISTÊNCIA ÀS FAMÍLIAS

O Flamengo gostaria de reiterar que, independentemente de qualquer investigação, vem prestando todo o amparo às famílias dos atletas vitimados pela tragédia ocorrida no Centro de Treinamento, assim como aos feridos e sobreviventes. 

Neste momento, o Clube, de pleno, assume o compromisso de manter a remuneração paga aos atletas vítimas do incêndio, sem qualquer prejuízo de outras ações adicionais de apoio que estão sendo implementadas.

Estamos empenhados, prioritariamente, em amparar as famílias de forma material, moral e psicológica. Para além das questões legais está, obviamente, o bem-estar de todos. O Clube de Regatas do Flamengo não chegou a patamar de destaque no esporte mundial voltando as costas para seus atletas ou eximindo-se de responsabilidades. E a Nação Rubro-Negra reconhece isso.  

SOBRE OS MÓDULOS HABITACIONAIS

Cabe informar que o Flamengo detém contrato vigente de locação dos alojamentos modulares (módulos habitacionais) com a empresa NHJ do Brasil, que é reconhecida como pioneira e uma das líderes do mercado. A referida empresa detém todas as certificações exigidas pela legislação brasileira, em especial a ISO 9001. Os módulos habitacionais utilizados pelo Clube atendem a todas as exigências das normas NR-18 e NR-24. 

Vale ressaltar que representantes da empresa NHJ - em reunião realizada na manhã deste domingo, na sede da Gávea - esclareceram que o poliuretano utilizado entre as chapas metálicas não é propagador de incêndios, por ter característica auto-extinguível.

SOBRE A MANUTENÇÃO DOS APARELHOS DE AR-CONDICIONADO

A empresa COLMAN REFRIGERAÇÃO LTDA. - ME, inscrita no CNPJ sob o n° 00.634.203/0001-30, realizou no último dia 5 de fevereiro a manutenção preventiva de rotina nos 6 aparelhos de ar-condicionado instalados no alojamento modular utilizado pelos atletas das categorias de base do Clube de Regatas do Flamengo, no Centro de Treinamento George Helal - nos termos do contrato de prestação de serviços firmado em 1º de agosto de 2013 e atualmente com prazo de vigência até 31 de agosto de 2019. 

Todas as demais questões serão tratadas, no momento oportuno, com as autoridades competentes com as quais o Flamengo já está colaborando.

O caso

O incêndio aconteceu nas primeiras horas da última sexta-feira (8). Os bombeiros foram acionados às 5h17 (horário de Brasília). O fogo atingiu a ala mais velha do CT, que servia de alojamento para as categorias de base do clube e recebia jogadores de 14 a 17 anos de idade. O local seria desativado e demolido nas próximas semanas. Autoridades do Rio de Janeiro trabalham com um problema no sistema de ar-condicionado do alojamento como principal hipótese para o ocorrido. 

O governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, decretou três dias de luto oficial após a tragédia. 

As vítimas

Foram confirmados dez mortos e três feridos. As vítimas foram identificadas como Christian Esmeio Candido (15 anos), Vitor Isaías (15 anos), Jorge Eduardo (15 anos), Pablo Henrique da Silva (15 anos), Bernardo Pisetta (14 anos), Arthur Vinicius (14 anos), Athila Paixão (14 anos), Gedson Santos (14 anos), Rykelmo Vianna (16 anos) e Samuel Thomas Rosa (15 anos).

Tragédia do CT do Flamengo: saiba quem são as vítimas

UOL Esporte

Os sobreviventes

Os bombeiros conseguiram resgatar três garotos: Cauan Emanuel Gomes Nunes, de 14 anos, Francisco Dyogo Bento Alves, 15, e Jonathan Cruz Ventura, 15. 

As informações são de que Jonathan está em estado gravíssimo e será transferido para o Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Municipal Pedro II. O jovem tem de 30 a 35% do corpo queimado.

O local

Arte/UOL
Imagem: Arte/UOL

O Ninho do Urubu fica localizado no bairro de Vargem Grande, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, e é utilizado para treinamentos do elenco profissional e das categorias de base. O CT passou por uma reforma que terminou em novembro de 2018, com a inauguração de um módulo moderno para os profissionais. A ala utilizada pelos garotos seria desativada e demolida nas próximas semanas.

De acordo com o comandante-geral do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro e Secretário de Defesa Civil, Roberto Robadey, o alojamento em que estavam as vítimas da tragédia não tinha documentação.

"Não é exclusividade desse local. Mas as pessoas às vezes aprovam uma planta, aí quando vai ver resolve fazer puxadinho. Aumentar. A gente lamenta que as pessoas não possam fazer um planejamento adequado. É um ato final. Existe todo um procedimento. O fato de não ter a documentação implica até que não havia segurança. Muitas vezes até existe os dispositivos de segurança, mas ainda não teve uma regularização adotamos várias medidas para simplificar esse processo para agilizar", declarou Robadey em entrevista à rádio BandNews.

Flamengo

O elenco principal do clube rubro-negro teria trabalho programado para o Ninho do Urubu na manhã desta sexta-feira. A equipe faria o último treino antes do clássico contra o Fluminense pela Taça Guanabara. Tanto a atividade quanto o jogo foram cancelados após a tragédia. A Federação de Futebol do Rio de Janeiro confirmou que não haverá rodada pelo Campeonato Carioca neste fim de semana. 

Solidariedade

Torcedores do Flamengo e dos outros três grandes clubes do Rio de Janeiro - Vasco, Fluminense e Botafogo - compareceram à sede da Gávea para uma homenagem às vítimas. No começo da noite deste sábado (9), eles prestaram solidariedade às famílias dos mortos no incêndio no CT Ninho do Urubu.

Diversos clubes e personalidades do esporte também se pronunciaram após o incêndio. Ídolo do Flamengo, Zico se disse chocado com a tragédia. Formado nas categorias de base do clube, Vinícius Júnior, hoje no Real Madrid, lamentou nas redes sociais e pediu orações por todos. O presidente Jair Bolsonaro e o vice Hamilton Mourão também se pronunciaram sobre o caso. Outra personalidade que também manifestou sua solidariedade foi o narrador Galvão Bueno, da Globo.

Para receber notícias de Esporte, acesse o Messenger do BOL, digite "Esporte" e clique em "Sim". É simples e grátis!

Mais Futebol