Topo

Futebol


Altrincham entra em campo com as cores da bandeira LGBT em seu uniforme

Reprodução
Uniforme que Altrincham FC entrou em campo contra Bradford Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

2019-02-16T14:53:09

16/02/2019 14h53

O time semi- profissional britânico da sexta divisão, Altrincham FC, em uma atitude de apoio à comunidade estampou em seu uniforme oficial as cores da bandeira do orgulho LGBT, o time entrou em campo contra o Bradford neste sábado (16). A postura do clube da Inglaterra chamou atenção do mundo em um gesto único.

As camisas estampadas fazem parte de uma campanha maior chamada "FvH (Football versus Homophobia)" que significa Futebol contra a Homofobia e é uma iniciativa internacional, que existe para combater a discriminação da orientação sexual no futebol. A campanha foi originalmente lançada em 2010 pela The Justin, que foi fundada em 2008 em homenagem aos dez anos da trágica morte de Justin Fashanu, primeiro jogador a se declarar abertamente homossexual. As camisetas fazem parte da comemoração de dez anos do FvH e serão leiloadas para arrecadar fundos para um centro de acolhimento LGBT.

O diretor do clube, Bill Waterson, se orgulha em fazer parte desse movimento: "Cada pessoa com quem lidamos - seja torcedor do Altrincham, Bradford PA, FA, Liga Nacional, quem quer que seja - todos apoiaram muito o que estamos tentando fazer. Isso só mostra até onde o futebol chegou, porque não acho que seria o caso dez anos atrás, e certamente não há 20 anos.

"As mensagens que recebi de pessoas de todo o mundo têm sido muito animadoras. Há um sujeito em Massachusetts que escreveu: 'Eu gostaria que os times americanos tivessem coragem de fazer algo assim, é realmente incrível'. Também houve uma pessoa que explicou que estava passando pelo processo de transição de gênero, e não se sentiu capaz de ir aos jogos, mas agora planeja voltar. O fato de estarmos atingindo pessoas como essas é realmente muito reconfortante" completa Waterson.

Altrincham faz história sendo o primeiro time a ter uma postura como essa em relação à homofobia presente no futebol. 

Mais Futebol