Topo

Futebol


Time sub-20 do Grêmio vira alvo do mercado europeu após venda de R$ 40 mi

Divulgação/Grêmio
Da Silva andou no radar de clubes da Europa e já encaminhou renovação com o Grêmio Imagem: Divulgação/Grêmio

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

2019-03-04T04:00:00

04/03/2019 04h00

O Grêmio tem um elenco valorizado, multicampeão e que desperta atenção do mercado internacional. E também tem o seu elenco titular - que divide com o time em questão, o sub-20, as mesmas qualidades. Além de Geromel, Kannemann, Everton e Luan, o time sub-20 do clube gaúcho vive dias de badalação após ver Mateus Tetê ser negociado com o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, e ter novos nomes sondados por clubes europeus.

Tetê deixou o equivalente a R$ 42,5 milhões nas contas do Grêmio, mas não era o único no radar de analistas a serviço de clubes do velho continente. O fato de o Grêmio estar revelando jogadores em sequência nos últimos anos chama atenção das equipes de prospecção e análise. Outro elemento é a presença forte de empresários, explorando mercados e levando o histórico recente do clube gaúcho.

De 2016 para cá, o Grêmio recebeu mais de R$ 270 milhões em negociações com jogadores formados nas categorias de base. A lista inclui Walace, Pedro Rocha, Arthur, Marcelo Grohe e agora Tetê.

Outro fato que faz a 'geração 2000' do Grêmio bombar é o histórico de convocações para seleções de base. Victor Bobsin puxa a fila no número de vezes em que esteve com o time da CBF. Guilherme Azevedo, meia-atacante, é observado pelo PSG. Fernando Henrique, volante, está na lista de nomes acompanhados pela Atalanta, da Itália; e Da Silva, centroavante, já é analisado de perto por equipes da Rússia, Espanha e Holanda.

Artilheiro do Grêmio na Copa São Paulo, Da Silva já tem acordo para renovar contrato por mais três anos.

O Grêmio não pretende negociar nenhum dos destaques de seu time sub-20, mas sabe que o desempenho da categoria e o valor agregado que o clube ganhou pelas saídas recentes pesam. Alguns jovens já foram promovidos ao time de transição, uma espécie de equipe B, que embarca na próxima semana em uma excursão pela Europa. Serão cinco amistosos durante a passagem por Portugal e Espanha, podendo se estender para outro país próximo da península ibérica.

Mais Futebol