Topo

Paulista - 2019


SP empata com Ferroviária e perde chance de embalar antes do clássico

Siga o UOL Esporte no

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

2019-03-09T22:52:34

09/03/2019 22h52

O São Paulo ficou apenas no empate por 1 a 1 com a Ferroviária na noite de hoje (9), no Estádio do Pacaembu, e desperdiçou a chance de embalar no Campeonato Paulista. Léo Artur abriu o placar para os visitantes com um golaço, e a equipe de Vagner Mancini empatou por meio do talento de Hernanes.

A equipe do interior começou em cima, abriu o placar e obrigou o comandante são-paulino a mexer no time e trocar a formação ainda no primeiro tempo. O Tricolor aos poucos foi se organizando e encontrou o empate no começo da etapa final, quando dominou o adversário. A trave, mais de uma vez, e a falta de sorte impediram a virada.

Desta forma, o São Paulo vai aos 14 pontos e iguala o Ituano no grupo D, que venceu na rodada e assegura a liderança por ter maior saldo de gols (5 a 4). Na próxima rodada, no mesmo Pacaembu, o Tricolor recebe o rival Palmeiras. Apesar da mudança no local, a partida permanece no sábado (16), às 16h30 (de Brasília).

O melhor: Hernanes comanda São Paulo no 2º tempo

O segundo tempo foi bem mais animador para o São Paulo. A equipe do Morumbi controlou as ações e teve mais de uma chance de virar a partida. Muito desse mérito precisa ser dado a Hernanes, que fez um gol no puro talento e comandou as ações ofensivas. Além disso, foi o responsável pelas bolas paradas. Em uma delas, já perto do fim, o zagueiro da Ferroviária tentou desviar e acertou a própria trave.

O pior: Bruno Alves leva bola nas costas

O zagueiro do São Paulo viu a Ferroviária construir o gol nas suas costas. O lançamento que encontrou Diego pegou Bruno Alves desprevenido. Como se não bastasse, Alves precisou parar contra-ataque no segundo tempo e recebeu o cartão amarelo que o tira da partida contra o Palmeiras. Pablo também não foi bem, e teve noite apagada.

Volpi faz dois "milagres" em sequência

O duelo começou agitado e ambas as equipes buscavam o gol. Depois de Antony arriscar chute da entrada da área com certo perigo, foi a vez de Volpi entrar em cena. O goleiro fez duas grandes defesas em sequência: primeiro, espalmou bonito uma bomba de Uchoa de longe; depois, Lúcio Flávio completou cruzamento de Tony, dentro da pequena área, mas o são-paulino defendeu.

Ferroviária abre o placar com golaço

Volpi evitou o pior duas vezes, mas pouco pôde fazer na terceira chegada adversária, aos 19 minutos da etapa inicial. Diego recebeu passe na esquerda e tocou para Léo Artur, no meio da área. O meia rapidamente ajeitou o corpo e emendou um chute colocado, no canto, sem chances para o goleiro tricolor. Placar aberto com um golaço.

São Paulo responde rápido e por pouco não empata

Dois minutos depois de sofrer o gol, o São Paulo respondeu e por muito pouco não chegou ao empate. Carneiro desviou cobrança de lateral na área e acertou a trave de Tadeu. Antes de a bola bater no poste, Pablo tentou dar um carrinho e completar, mas não alcançou.

Mancini mexe antes dos 30 e muda formação

A desvantagem no placar fez Vagner Mancini mexer no time antes mesmo dos 30 minutos do primeiro tempo. Aos 29, Helinho entrou no lugar de Anderson Martins, e o técnico alterou a formação. Escalado no 3-4-3, o Tricolor passou a jogar no 4-3-3, com Helinho na armação. Apesar de ficar com a bola e controlar as ações a partir de então, os mandantes não conseguiram igualar o marcador até o intervalo.

Reclamações e vaias da torcida

Com o placar adverso, o São Paulo passou a enfrentar a pressão de alguns torcedores. O público perdeu a paciência e passou a questionar passes errados e jogadas desperdiçadas pela equipe do Morumbi. No fim do primeiro tempo, os jogadores tiveram de ir para o vestiário do Pacaembu diante de vaias.

Hernanes empata no talento

Mais ligado, o São Paulo voltou disposto a incomodar a Ferroviária e não precisou de muito tempo para empatar, graças ao craque do time. Na base do talento, Hernanes cortou Tony, que ficou no chão, e chutou de esquerda, no cantinho.

Gol empolga e Tricolor faz bom 2º tempo

O tento de empate anotado aos 2 minutos empolgou a equipe de Mancini. Três minutos depois, Carneiro aproveitou cruzamento e acertou a trave de Tadeu. Depois, Igor Vinícius cruzou na cabeça de Helinho, mas o camisa 11 mandou por cima.

Aos 25, Hernanes teve a chance de virar, mas desperdiçou. O camisa 15 ficou com sobra na entrada da área e tentou acertar o canto direito de Tadeu, novamente com o pé esquerdo. O chute passou rente à trave. No fim, Pablo ainda parou em Tadeu, em um verdadeiro bombardeiro são-paulino.

Bruno Alves não enfrenta o Palmeiras

O zagueiro tricolor precisou parar contra-ataque e recebeu o cartão amarelo. Desta forma, Bruno Alves cumprirá suspensão na próxima partida do Paulistão e não estará no clássico contra o Palmeiras.

São Paulo segura patrocínio para o Brasileiro

Na teoria, o Tricolor estrearia na noite de hoje o patrocínio da AOC em seu uniforme. A equipe, no entanto, entrou em campo sem estampar o novo parceiro para evitar polêmica, já que a arbitragem também tem o patrocínio da empresa no Paulistão. Desta forma, a novidade ficará para o Campeonato Brasileiro.

Árbitro é trocado antes do jogo

O árbitro Lucas Canetto Bellote, inicialmente escalado para apitar a partida, teve um problema de saúde e precisou ser substituído antes mesmo de a bola rolar. Em seu lugar, liderou a arbitragem Adriano de Assis Miranda.

Ficha técnica

São Paulo 1 x 1 Ferroviária

Data: 9 de março de 2019, sábado
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Adriano de Assis Miranda
Assistentes: Leandro Matos Feitosa e Daniel Paulo Ziolli
Público e renda: 10.944 pessoas/R$ 267.057,00
Cartões amarelos: Bruno Alves e Luan (São Paulo); Rayan, Tony, Arthur Henrique e Maurinho (Ferroviária);

Gols: Léo Artur, aos 19 minutos do primeiro tempo; Hernanes, aos 2 minutos da etapa final.

São Paulo: Tiago Volpi; Bruno Alves, Arboleda e Anderson Martins (Helinho); Igor Vinícius (Bruno Peres), Luan, Hernanes e Léo; Antony, Gonzalo Carneiro (Brenner) e Pablo. Técnico: Vagner Mancini.

Ferroviária: Tadeu; Diogo Mateus, Rodrigão, Rayan e Arthur Henrique; Anderson Uchoa (Higor), Felipe Ferreira (Maurinho), Léo Artur e Tony; Lúcio Flávio e Diego (Felipe Mateus). Técnico: Vinícius Munhoz.