Topo

Fluminense

Fluminense tenta comprar Yony, mas dívidas passadas emperram negócio

Lucas Merçon/Fluminense
Yony González está em alta no Fluminense e clube tenta adquirir seus direitos Imagem: Lucas Merçon/Fluminense

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

2019-03-12T04:00:00

12/03/2019 04h00

Um dos destaques do Fluminense na atual temporada, o colombiano Yony González conquistou a direção do clube na mesma velocidade que passa pelos zagueiros rivais.

Credenciado pelos seis gols no ano, o atacante é alvo do clube, que já fez uma proposta para comprar 70% de seus direitos. Os atrasos nos pagamentos na negociação que trouxe o ex-Junior Barranquilla para as Laranjeiras, no entanto, emperram o negócio. Na próxima semana, as partes sentarão para tentar avançar nas conversas, que não agradaram em um primeiro momento.

Além dos salários devidos ao jogador (assim como para o restante do elenco), o Flu não cumpriu os prazos acordados para o pagamento das
parcelas referentes ao empréstimo e comissões dos agentes. A primeira proposta de compra foi rechaçada, visto que a forma de parcelamento proposta para o recebimento das luvas e a oferta financeira não foram consideradas vantajosas pelos representantes do atleta.

"Nós temos interesse. Sentaremos na próxima semana e vamos conversar para tentar resolver", disse ao UOL Esporte o empresário Daniel Nassif.

A ideia do Tricolor é que um contrato de quatro anos seja assinado com o atacante, que tem vínculo até o final desta temporada. Em alta no Rio de Janeiro, "Speedy" González mira a disputa da Copa América do Brasil. Ele participou de toda a campanha que classificou sua seleção para a Rio-2016, mas problemas físicos o tiraram da lista final.

González chegou ao Flu após ficar sem contrato com seu ex-clube. Valorizado com a campanha que culminou no vice-campeonato da Copa Sul-Americana, o camisa 11 tem sido uma das principais peças da equipe dirigida por Fernando Diniz.

Maratona à vista

Após vencer a Cabofriense por 2 a 1, o Flu se prepara para uma sequência pesada de partidas por Carioca, Copa do Brasil e Sul-Americana. A partir de quinta-feira, quando encara o Boavista, o time terá pela frente Botafogo, Antofagasta (CHI) e Luverdense.