Topo

Futebol


Marquinhos discute abrir academia para revelar talentos no interior de SP

FRANCK FIFE / AFP
Imagem: FRANCK FIFE / AFP

Marcus Alves

Colaboração para o UOL, de Lisboa (POR)

2019-03-14T04:00:00

14/03/2019 04h00

Uma das lideranças do PSG no vestiário e destaque em uma temporada em que se adaptou à função de volante, Marquinhos aproveita o êxito para devolver um pouco do que conseguiu. Entre os planos, está um projeto social que incluirá o lançamento de uma academia de futebol em São Carlos, interior de São Paulo. O seu primo Moreno, ex-lateral esquerdo de Corinthians, Botafogo e Udinese, está à frente do negócio.

Leia mais

Conforme apurado pelo UOL Esporte, a empreitada será desenvolvida em parceria com a prefeitura local e deve carregar o nome do próprio jogador da seleção brasileira. Esse último detalhe, no entanto, ainda está em fase de discussão.

Falta apenas a concessão dos terrenos por parte das autoridades para que as obras comecem. A expectativa é de que isso aconteça até o fim de março e, então, seriam entre três a quatro meses para que toda a estrutura em São Carlos fique pronta.

Principal nome de uma família numerosa formada, sobretudo, por pessoas ligadas à área de educação, caso da sua mãe Alina Aoás, Marquinhos contribuiria na formação da garotada que se encontra sem perspectivas para o futuro e, ao mesmo tempo, através de sua iniciativa, permitiria a captação e revelação de jogadores da região.

A sua carreira é praticamente toda ela administrada por seu irmão Luan Aoás, seu pai Marcos Aoás e também seu primo Moreno. Eles cuidam dela em parceria com o empresário Giuliano Bertolucci, responsável por levá-lo do Corinthians, seu primeiro clube, para a Roma em 2012. Com contatos no mercado, os três poderiam encaixar eventuais promessas em outras equipes.

Para alavancar o projeto nas redes sociais, está em confecção neste momento a sua marca. Não ficou definido ainda, no entanto, se ela carregará o seu nome ou uma sigla com o número 5 que costuma usar nas costas no PSG, por exemplo.

A ligação de Marquinhos com São Carlos vem de longa data.

Com franquias da rede de fast-food McDonald's nas mãos de parte de sua família por mais de uma década, os seus pais também adotaram São Carlos e se estabeleceram por ali no passado.

Hoje, boa parte dos negócios extracampo de Marquinhos, que passam por salão de beleza a marca de roupa, são tocados a partir de um escritório na zona norte da capital de São Paulo, com cerca de dez parentes. Eles se encarregam de todos os detalhes de sua vida para assegurar que o atleta do PSG se preocupe somente com o que acontece no gramado.

Foi a fórmula encontrada para evitar que o volante de 24 anos sofresse com os mesmos deslizes que evitaram que Moreno e Luan, considerados os mais promissores dentro da família, alcançassem o topo do futebol mundial.

Mais Futebol