Topo

Fluminense

Luciano perde pênalti, mas se redime e classifica Flu na Sul-Americana

Miguel Zamora/EFE
Luciano em ação pelo Fluminense contra o Antofagasta; atacante foi o nome do jogo Imagem: Miguel Zamora/EFE

Do UOL, no Rio de Janeiro

2019-03-21T21:09:39

21/03/2019 21h09

O Fluminense está na próxima fase da Copa Sul-Americana. Foi sofrido, mas o Tricolor venceu o chileno Antofagasta por 2 a 1, hoje, fora de casa - a primeira partida terminou em empate sem gols no Rio de Janeiro. O atacante Luciano foi o nome do jogo. Ele perdeu um pênalti no segundo tempo, mas minutos depois se redimiu e fez o gol que garantiu a vaga aos cariocas. Everaldo abriu o placar, e Jason Flores fez para os donos da casa.

O resultado traz tranquilidade aos cariocas para a sequência da temporada, já que o jogo era considerado fundamental no planejamento por conta dos problemas financeiros. No próximo domingo, o time tem pela frente o clássico contra o Flamengo, às 16h (de Brasília), no Maracanã, pelo Campeonato Carioca.

Fluminense aproveita espaços dos mandantes

Apesar de atuar fora de casa, o Fluminense não se intimidou e comandou as ações contra o Antofagasta. Os chilenos adotaram postura semelhante ao primeiro jogo, mas precisaram sair um pouco mais para buscar gols. E foi justamente nesses espaços que o Tricolor começou a criar jogadas e se aproximar de abrir o placar.

Everaldo marca após roubada de bola de Airton

AFP PHOTO / ATON / PHOTOSPORT / PEDRO TAPIA
Imagem: AFP PHOTO / ATON / PHOTOSPORT / PEDRO TAPIA

Não demorou muito para o Fluminense sair na frente. Aos 18 minutos, Airton roubou a bola no meio de campo e pegou a defesa do Antofagasta desarrumada. O volante acionou Yoni González, que se livrou da marcação e colocou Everaldo em excelente condição para estufar a rede. O camisa 17 chegou a escorregar, mas bateu com força e fez o gol Tricolor.

Desatenção causa gol do Antofagasta

O Fluminense era superior na partida, mas uma bobeada de Gilberto complicou as coisas. Aos 25 minutos, o jogador tricolor vacilou no meio de campo, e o Antofagasta pegou os cariocas desorganizados. Peñailillo cruzou da esquerda, Figueroa escorou, e Jason Flores completou para o fundo do gol.

Fluminense sente gol, e Antofagasta leva perigo

Miguel Zamora/EFE
Imagem: Miguel Zamora/EFE

O gol sofrido até que de forma inesperada abalou o Fluminense. O jogo ficou ainda mais aberto, e o Antofagasta passou a arriscar. Os donos da casa, inclusive, levaram perigo na reta final do primeiro tempo. Aos 40 minutos, a bola passou por todo mundo na área tricolor depois que Felipe Flores tirou dois marcadores e bateu cruzado para o meio da área.

Luciano perde pênalti e deixa Flu tenso

Com mais qualidade técnica, o Fluminense aparentou nervosismo em alguns momentos do segundo tempo. Aos 15 minutos, Matheus Ferraz foi derrubado na área. A arbitragem marcou pênalti. Só que Luciano parou nas mãos do goleiro Hurtado na cobrança. Depois do erro, o Tricolor se mostrou ainda mais tenso.

Luciano se redime e desafoga torcida

O Antofagasta se animou e saiu para o jogo. O Fluminense se defendeu e aproveitou uma subida em velocidade ao ataque para fazer o segundo gol. O atacante Luciano se redimiu do pênalti perdido. Aos 23 minutos, ele aproveitou bom cruzamento de Yoni González após passe de Everaldo. O gol desafogou time e torcida. E foi o suficiente para garantir a importante classificação.

FICHA TÉCNICA
ANTOFAGASTA 1 X 2 FLUMINENSE

Local: Estádio Regional Calvo y Bascuñan, em Antofagasta (CHI)
Árbitro: Wilmar Roldán (COL)
Auxiliares: Alexander Guzman (COL) e John Alexander Leon (COL)
Cartões amarelos: Sandoval, Delfino e Felipe Flores (Antofagasta); Frazan, Bruno Silva, Luciano e Everaldo (Fluminense)
Gols: Everaldo, aos 18min do primeiro tempo; Jason Flores, aos 25min do primeiro tempo; Luciano, aos 23min do segundo tempo

Antofagasta
Hurtado; Fierro (Balboa), Asta-Buruaga, Delfino e Peñailillo; Sandoval, Schultz, Collao (Blanco), F. Flores (Bello) e J. Flores; Figeroa. Técnico: Gerardo Ameli

Fluminense
Rodolfo; Gilberto, Matheus Ferraz, Frazan (Paulo Ricardo) e Caio Henrique; Airton, Bruno Silva e Daniel (Marlon); Luciano, Everaldo (Ezequiel) e Yony González. Técnico: Fernando Diniz