Topo

Futebol


Alemanha leva "susto", mas vence Holanda nas Eliminatórias da Euro

EMMANUEL DUNAND / AFP
Alemanha não vencia um jogo oficial desde a Copa do Mundo Imagem: EMMANUEL DUNAND / AFP

Do UOL, em São Paulo

2019-03-24T18:49:29

24/03/2019 18h49

A Alemanha voltou a sentir o gosto da vitória em um jogo oficial. Em sua estreia nas Eliminatórias para a Eurocopa, o time comandado por Joachim Low abriu 2 a 0, sofreu o empate, mas venceu a Holanda em Amsterdã por 3 a 2, gols de Sané, Gnabry e Schulz para os alemães e De Ligt e Depay para a Holanda.

Esta foi a primeira vitória dos alemães numa partida oficial desde a vexatória eliminação na fase de grupos da Copa do Mundo e o rebaixamento na Liga das Nações, ambas em 2018. Desde então, os alemães haviam vencido apenas dois amistosos, contra Peru (2 a 1) e Rússia (3 a 0).

A Alemanha saiu na frente ainda no primeiro tempo, com os seus dois homens de frente. O primeiro foi de Sané, rejeitado por Low para a Copa do Mundo, chutando cruzado no canto esquerdo com apenas 14 minutos de jogo. Aos 33, foi a vez de Gnabry marcar um golaço, limpando Van Dijk e Dumfries da jogada para soltar um balaço no ângulo.

Piroschka Van De Wouw/Reuters
Imagem: Piroschka Van De Wouw/Reuters

Porém, o segundo tempo foi todo da Holanda. O time chegou ao empate graças aos gols de De Ligt e Depay, porém a Alemanha reagiu no momento certo e, aos 44 minutos, voltou a ficar na frente do placar graças ao gol de Schulz.

Começo intenso

Low recheou seu meio de campo ao apostar no 3-5-2, investindo em recuperar a bola ainda no meio de campo para avançar ao ataque. A estratégia mostrou-se eficiente rapidamente, com o time alemão dando trabalho à defesa holandesa nos primeiros minutos de jogo. A Laranja respondeu com mais pressão, mas o excesso de alemães na área forçou jogadas pelo alto, sem tanto sucesso. A recompensa pela estratégia alemã veio aos 14 minutos, com o gol de Sané.

Primeiro tempo não tão espetacular

A tão elogiada zaga holandesa não teve um primeiro tempo a altura do que se espera deles. Sendo observado de perto pelo Barcelona e disputado também por Juventus e PSG, De Ligt escorregou na área e deixou Sané livre para chutar cruzado e abrir o placar. Já o defensor mais caro do planeta, Van Dijk, apenas observou a movimentação de Gnabry antes de ele mandar no ângulo.

EMMANUEL DUNAND / AFP
Imagem: EMMANUEL DUNAND / AFP

Se redimindo!

Se a primeira etapa teve um gosto amargo, no segundo tempo De Ligt recompensou sua falha diminuindo o placar. Com dois minutos após o intervalo, o disputado zagueiro recebeu no alto a bola cruzada por Depay para marcar e colocar a Holanda de volta no jogo.

A história quase se repete!

Em novembro do ano passado, já rebaixada na Liga das Nações, a Alemanha quase teve o gosto da vitória na competição, abrindo 2 a 0 em cima da Holanda. Porém, a Laranja Mecânica buscou o empate e garantiu a sua vaga na semifinal do torneio. O roteiro quase se repetiu neste domingo. Aos 17 do segundo tempo, Depay trocou passes com Dumfries, escapou de Sule para chutar rasteiro e igualar o placar.

E o grande astro resolve!

A principal notícia antes de a bola rolar foi a decisão de Low em deixar Marco Reus no banco de reservas, por conta de dores após o amistoso contra a Sérvia. O atacante do Dortmund entrou aos 42 da etapa complementar e com apenas dois minutos em campo, deu um passe preciso para que Schulz podesse marcar e fazer a Alemanha finalmente vencer num jogo oficial.

Fazendo história

Manuel Neuer alcançou Oliver Khan em número de partidas internacionais, 86 no total. São 59 vitórias do campeão mundial em 2014 contra 46 de Kahn e 78 gols sofridos (contando os de hoje) contra 95 do melhor jogador da Copa de 2002. Apesar dos gols sofridos, Neuer protagonizou duas grandes defesas no primeiro tempo. Aos 24, Babel chutou para o alemão se esticar todo e evitar o gol. Dois minutos depois, o camisa 9 arriscou de novo, desta vez à queima-roupa, mas Neuer novamente parou.

Três anos sem Cruyff

Hoje (24) completou três anos do falecimento de Johan Cruyff, maior lenda da história do futebol holandês. Apesar de o jogo ter sido disputado na arena que leva o seu nome, não houve homenagens oficiais ao craque, tanto por parte da UEFA quanto da Federação Holandesa.

Como fica o grupo?

O resultado deu uma mexida no grupo C das Eliminatórias para a Euro. Como esta foi a estreia da Alemanha (o grupo conta com cinco times e sempre haverá alguma seleção de folga na rodada), ela empatou com a Holanda, vitoriosa em sua estreia, com 3 pontos. A liderança fica nas mãos da Irlanda do Norte, que venceu Belarus por 2 a 1 e soma 6 pontos no grupo.

Os times voltam a jogar em junho. No dia 6, os holandeses têm um compromisso em Portugal, contra a Inglaterra pela semifinal da Liga das Nações. Já a Alemanha entra em campo dois dias depois, pelas Eliminatórias, visitando Belarus.

FICHA TÉCNICA
HOLANDA 2 X 3 ALEMANHA
Data:
24/03/2019
Local: Johan Cruyff Arena (Amsterdã, Holanda)
Hora: 16h45 (de Brasília)
Árbitro: Jesús Gil Manzano (Espanha)
Assistentes: Angel Nevado Rodriguez e Diego Barbero Sevilla (ambos da Espanha)
Cartões Amarelos: Blind, aos 38 do 1º tempo.
Gols: Sané aos 14 e Gnabry aos 33 do primeiro tempo; De Ligt aos 2 e Depay aos 17 para a Holanda, Schulz aos 44 do 2º tempo para a Alemanha.

Holanda: Cillessen; Blind, Van Dijk, De Ligt e Dumfries; Frankie de Jong, De Roon (Luuk de Jong) e Wijnaldum; Babel, Depay e Promes. Técnico: Ronald Koeman.

Alemanha: Neuer; Sule, Ginter e Rudiger; Kehrer, Kroos, Gorestka (Gundogan), Kimmich e Schulz; Gnabry (Reus) e Sané. Técnico: Joachim Low.

Mais Futebol