Topo

Futebol


"Pobre imagem do Brasil": imprensa do Panamá repercute empate histórico

Pedro Nunes/Reuters
Seleção do Panamá celebrou em campo o "histórico" empate contra a seleção brasileira ontem Imagem: Pedro Nunes/Reuters

Do UOL, em São Paulo

2019-03-24T12:43:34

24/03/2019 12h43

Pode não ter sido o maior feito da história da seleção do Panamá, que disputou a Copa do Mundo da Rússia pela primeira vez em 2018, mas o empate em 1 a 1 com a seleção brasileira em amistoso disputado ontem, em Portugal, é motivo de orgulho para o país de cerca de 4 milhões de habitantes. Uma série de publicações da imprensa panamenha tratou o resultado como "histórico": foi o primeiro gol deles contra o Brasil e também a primeira vez que eles não perderam para a seleção pentacampeã.

Reprodução
Imagem: Reprodução

O jornal "Critica", por exemplo, estampou na capa "Panamá empata com os maiores do mundo", com quatro fotos da partida e mais uma de Neymar, que assistiu ao jogo no estádio do Dragão acompanhado por seus amigos. Em sua versão online, o mesmo veículo disse que "a partida entrou para a história do futebol panamenho" e destacou uma declaração de Julio Dely Valdés, técnico estreante da equipe: "O que os rapazes fizeram em campo é melhor do que esperávamos, estamos muito contentes por isso."

LEIA MAIS

Já o jornal "El Siglo" foi mais forte na análise do empate e criticou o desempenho da seleção brasileira: "A seleção do Brasil (...) ofereceu uma pobre imagem, pois não passou de empate em 1 a 1 contra um Panamá muito ordenado", além de "Pobre imagem do Brasil, que teve o controle do jogo, mas nada mais, pois sofreu contra um Panamá ordenado, que começou uma nova era com Dely Valdés."

A publicação "Mi Diario" falou em um empate "contra todo prognóstico", enquanto "La Estrella De Panamá" mencionou em sua capa um "empate com sabor de vitória" e "La Prensa" reuniu a repercussão de publicações brasileiras para dizer que "a imprensa brasileira chora este empate". Já o "Dia a Dia" deu eco aos desabafos de personalidades do futebol panamenho contra um jornalista que disse que o Panamá seria goleado por 4 a 0 pelo Brasil. Román Torres, capitão da seleção na Copa do Mundo, questionou a classe de jornalistas "pessimistas e negativos" e Felipe Baloy, autor do primeiro gol da história da seleção na Copa, aposentado, disse para o repórter "assinar a carta de demissão agora".

Reprodução
Imagem: Reprodução

Mais Futebol