Topo

Grêmio

Grêmio inaugura estátua de Renato em clima de jogo e com 8,5 mil na Arena

Divulgação/Grêmio
Grêmio inaugurou estátua de Renato Gaúcho Imagem: Divulgação/Grêmio

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

2019-03-25T19:25:51

2019-03-25T19:42:24

25/03/2019 19h25Atualizada em 25/03/2019 19h42

Renato Gaúcho virou estátua em grande estilo. Hoje (25), na esplanada da Arena do Grêmio, o clube gaúcho inaugurou a homenagem ao maior ídolo tricolor. A peça em bronze foi revelada ao antigo camisa 7 e cerca de 8,500 pessoas que acompanharam o evento com grande dose de emoção. Ao final da inauguração, o ex-camisa 7 foi para os braços da torcida e gerou choro coletivo.

O atual treinador do time gremista não conteve as lágrimas durante a cerimônia e também quando foi convidado a se manifestar. Antes, a diretoria fez questão de conferir grande peso emocional ao ato.

"É difícil falar. Perguntei a muita gente o o que eu poderia falar numa hora dessas. Me disseram para falar com o coração. É difícil. É um momento histórico, difícil achar palavras (..) Queria muito, muito, muito, que meus pais estivessem aqui hoje. Para eles sentirem orgulho do filho que eles colocaram no mundo. É um dia especial para todos nós", discursou. "Faz algumas semanas que não durmo por causa dessa homenagem", completou depois.

A estátua foi um pedido do próprio treinador, após o título da Copa do Brasil de 2016. No final do ano seguinte, o projeto engrenou.

"Me lembro de chegar ao hotel em Buenos Aires e encontrar o Renato. Brincaram comigo, ele veio e me abraçou. Eu disse 'Se ganharmos essa Libertadores, eu garanto que a estátua sai'. Passaram praticamente dois anos e aqui se concretiza o sonho do Renato que passou o sonho de todos os gremistas", disse Carlos Biderman, presidente do Conselho Deliberativo do Grêmio.

O público chegou ao estádio como se fosse dia de jogo. A movimentação intensa no entorno, típica das partidas na Arena, se confirmou na esplanada. A área de circulação que envolve o equipamento foi preparada para receber grande número de pessoas. A banda da Geral do Grêmio, principal torcida organizada, apareceu e reforçou o ambiente de jogo. O hino do clube foi entoado e ajudou os presentes a entrarem no clima, entre os minutos de espera pela chegada de Renato e a revelação da estátua.

Até às 17h30, o Grêmio contabilizou chegada de cinco mil pessoas para a cerimônia. A final do evento, foi atualizado para oito mil e quinhentas pessoas. O público foi concentrado logo após uma rampa de acesso e ficou de frente para a estátua. A peça foi envolta em um palco elaborado, com direito a palavra imortal estilizada. Um dos momentos mais marcantes da tarde foi quando Romildo Bolzan Jr., presidente do clube, se manifestou.

"Quero não chorar? Quero não chorar. O Grêmio, quando se reúne, quando se une, e principalmente quando caminha caminha longos são momentos de muitas alegrias. Nosso clube vive hoje um dos maiores momentos de sua história. E quando se eterniza um símbolo, uma estátua, nós podemos reconhecer nesses símbolos muitos valores esportivos. Um craque de bola, jogador decisivo. Um jogador que tem identidade com o clube. Um obstinado. Um atleta. Podemos reconhecer diversos valores que dizem respeito ao campo, mas quando se faz uma homenagem dessa natureza se reconhece o homem Renato também. Aqui, tem vários dirigentes que trabalharam contigo como jogador. Na base, no profissional. E gente que trabalhou como jogador e treinador. Todos te conhecem, conhecem a tua maneira. Eu aprendi a te reconhecer como um grande homem. Grande cidadão. Um homem generoso e justo. Este é o Renato também, fora do campo, que estamos homenageando. Nós eternizamos nessa tua imagem a nossa eterna e amorosa relação. Grêmio e Renato, sem sombra de dúvidas, são um só. E vencedores", bradou Bolzan, sempre em tom ameno, mas desta vez mais eloquente.

O Grêmio se mostrou engajado ao extremo na homenagem. Após o Conselho Deliberativo formar um grupo especial para tocar o projeto, Renato foi consultado sobre detalhes da estátua. A equipe de artistas plásticos manteve contato frequente com o antigo camisa 7 e fez força-tarefa para evitar o vazamento de imagens da obra concluída.

Carol Portaluppi é recebida com "bom humor" por Renato Gaúcho

UOL Esporte