Topo

Esporte


Piqué começa nova era pela Catalunha após deixar a seleção espanhola

AFP PHOTO/ JOSEP LAGO
Piqué, durante partida pela Catalunha contra a Tunísia, em 2016 Imagem: AFP PHOTO/ JOSEP LAGO

Gustavo Setti

Do UOL, em São Paulo

2019-03-25T04:00:00

25/03/2019 04h00

Gerard Piqué anunciou sua aposentadoria da Espanha no ano passado e hoje dará início à nova era pela seleção da Catalunha. A equipe enfrentará a Venezuela em amistoso no Estádio Municipal de Montilivi, em Girona.

O zagueiro do Barcelona já entrou em campo outras vezes pela seleção da Catalunha, mas agora será a primeira desde que escolheu não defender mais as cores da Espanha. A seleção catalã, que não é reconhecida pela Fifa, fará sua estreia em uma partida em data-Fifa.

Piqué explicou que queria se concentrar no Barcelona ao se aposentar da Espanha, mas ele já havia deixado a possibilidade em aberto anos antes ao dizer que estava cansado das críticas dos torcedores. O defensor nunca escondeu sua posição política e sempre deixou claro ser a favor do referendo de independência da Catalunha. Por conta disso, foi protagonista de polêmicas.

Em 2017, ele votou no referendo pela separação e costuma ir a manifestações pró-Catalunha e usar as redes sociais para falar de política. A cada convocação para a seleção espanhola, muitos torcedores (entre eles do Real Madrid) se posicionavam contra Piqué, que foi frequentemente vaiado nos jogos da Espanha.

Reprodução
Piqué já foi em manifestações pró-Catalunha Imagem: Reprodução

Enquanto vestiu a camisa da Fúria, o zagueiro do Barcelona também deu declarações polêmicas e se viu em atritos com Sergio Ramos, do Real Madrid e seu companheiro de zaga na Espanha. Já na Euro de 2016, foi flagrado exibindo o dedo médio durante execução do hino nacional espanhol antes de partida contra a Croácia. Ele minimizou o episódio e falou que estava estalando os dedos.

Polêmicas à parte, Piqué viu Jordi Alba, seu companheiro no Barcelona, sair em sua defesa agora com a nova convocação para a seleção da Catalunha. "Tenho certeza que Gerard (Piqué) tem suas razões para jogar com a seleção da Catalunha. Eu não falei com ele sobre isso, mas ele decidiu deixar o time nacional e agora quer jogar pela Catalunha. Eles têm um jogo por ano e ele vai querer jogar", declarou Alba.

Além de Piqué, a Catalunha terá nomes como Marc Bartra (Betis) e Aleix Vidal (Sevilla) para o duelo contra a Venezuela. Xavi, ex-Barcelona e atualmente no Al-Sadd, do Qatar, foi convocado, mas terá compromissos com seu clube e não estará em campo.

Mais Esporte