Topo

Futebol


Por show de Paul McCartney, Paratiba muda de local e descumpre regulamento

Couto Pereira irá receber o show de Paul McCartney neste sábado, um dia antes do Paratiba - Reprodução/Google Street View
Couto Pereira irá receber o show de Paul McCartney neste sábado, um dia antes do Paratiba Imagem: Reprodução/Google Street View

Marcello De Vico e Napoleão de Almeida

Do UOL, em Santos e São Paulo

25/03/2019 18h35

Sem poder contar com o Couto Pereira, palco do show do beatle Paul McCartney a ser realizado no dia 30, sábado, o Coritiba mandará o clássico contra o Paraná, um dia depois (31), pela quinta rodada do segundo turno do Campeonato Paranaense, no estádio Pinhão, em São José dos Pinhais. A indicação do time alviverde, porém, descumpre o artigo 20 do Regulamento Geral de Competições Profissionais (RGCP) da Federação Paranaense de Futebol (FPF).

De acordo com o regulamento, o Coritiba poderia ter apontado outro estádio para atuar - além do Couto Pereira - no momento da inscrição do Estadual. Isso não aconteceu. Com isso, o clube alviverde deveria indicar, dez dias antes da partida, um estádio no mínimo a 100 quilômetros de distância de Curitiba para mandar o Paratiba, o que também não acontece, uma vez que São José dos Pinhais fica a poucos quilômetros de capital paranaense.

Parágrafo do artigo 20
Caso o CLUBE não possa atuar nas duas praças desportivas indicadas em sua inscrição na COMPETIÇÃO, deverá indicar um novo estádio no mínimo a 100 (cem) KM de distância do Município de sua sede, no prazo máximo de 10 (dez) dias antes da realização da partida, e mediante a apresentação da concordância e autorização do proprietário do estádio.

O anúncio do show do beatle para o Couto Pereira foi feito ainda em dezembro do ano passado. Desde então, o Coritiba passou a procurar um novo estádio para o clássico, mas recebeu algumas negativas.

Segundo apurou o UOL Esporte, o Coritiba, inicialmente, chegou a negociar a Arena da Baixada com o Athletico, mas o rival pediu um valor que o Alviverde considerou proibitivo. Os clubes negam a informação por preocupação com a reação das torcidas.

A próxima opção era jogar no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa, mas o Coritiba recuou depois de o Operário, dono do local, por recomendação da Polícia Militar, afirmar que o jogo teria de acontecer com portões fechados.

Por questões financeiras ou falta de laudos, os estádios Atílio Gionédis (Internacional de Campo Largo) e Janguito Malucelli (J. Malucelli) também foram descartados. A opção seguinte do Coritiba foi o estádio Pinhão, que acabou definido na semana passada.

A reportagem procurou Coritiba e FPF para comentarem o tema. Sem explicar o porquê, o clube alegou não descumprir o regulamento, se disse amparado pela FPF e sugeriu uma conversa com a entidade para um maior esclarecimento. A Federação, por sua vez, indicou o contato de seu advogado, que ainda não se manifestou sobre o caso.

Vale destacar que, ao aprovar a realização do jogo no Pinhão, a FPF abre brecha para algum clube entrar na Justiça Desportiva e pedir a anulação do jogo.

Veja nota completa do Coritiba sobre a indicação do novo local:

"Caros associados e torcedores do Coritiba,

Muitos acompanharam pela mídia as notícias sobre o local do Para-Tiba do dia 31/03, que não poderá ser realizado no Couto Pereira em virtude do show do Paul McCartney (30/03). Cabe, portanto, ao Conselho Administrativo informar a todos como foi esse processo e a escolha do local.

Inicialmente, as praças esportivas à disposição seriam aquelas sem partidas na última rodada do 2º turno do Estadual: Cianorte, Toledo e Ponta Grossa. Por conta da distância, iniciaram-se tratativas com a diretoria do Operário, que prontamente colocou o Germano Krüger à disposição. Todavia, após o jogo Coritiba x Operário lá, veio a informação de que, por questões de segurança, a partida teria que ser realizada sem torcida.

Diante desse inconveniente, a iniciativa foi a de viabilizar o clássico com presença de torcedores em algum estádio de Curitiba ou da Região Metropolitana. Por questões financeiras ou falta de laudos os estádios Atílio Gionédis (Internacional de Campo Largo) e Janguito Malucelli (J. Malucelli) foram descartados.

O estádio que atendeu todas as condições de laudos, segurança e estrutura para os torcedores foi o Estádio do Pinhão, em São José dos Pinhais, que nesta data de 21/03 foi indicado para a realização do clássico.

O Conselho Administrativo do Coritiba agradece a todos que colaboraram nesse processo, em especial às diretorias do Internacional Esporte Clube de Campo Largo, do J. Malucelli, do Operário Ferroviário Esporte Clube, à Federação Paranaense de Futebol e à Prefeitura de São José dos Pinhais.

Conselho Administrativo do Coritiba Foot Ball Club"

Mais Futebol