Topo

São Paulo

São Paulo aposta em Raí e Lugano para conter empolgação de jovens badalados

Érico Leonan/saopaulofc.net
Luan, Antony e Igor Gomes, do São Paulo Imagem: Érico Leonan/saopaulofc.net

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

2019-03-26T04:00:00

26/03/2019 04h00

O São Paulo começou a temporada com metas ambiciosas e a esperança de ver astros renomados brilharem. No entanto, o time foi eliminado na Pré-Libertadores e viu veteranos como Diego Souza e Nenê decepcionarem. A retomada no Campeonato Paulista veio com jovens como Igor Gomes, Antony e Luan. Por isso, uma preocupação do clube é manter os jovens com os pés no chão e longe da euforia da torcida.

Um trunfo do Tricolor paulista para não deixar o trio se deslumbrar é a dupla de dirigentes formada por Raí, executivo de futebol, e Lugano, superintendente de relações institucionais. Segundo apurou o UOL Esporte com integrantes da comissão técnica, os dois ex-jogadores têm conversado bastante com os garotos.

A ideia do clube é mostrar para os meninos que o futebol é bastante dinâmico. Neste sentido, as críticas depois de uma derrota e os elogios após um triunfo são efêmeros. Por isso, eles precisam relativizar mais o que é publicado pela imprensa e comentado pelos torcedores.

O fato de Igor Gomes ser comparado a Kaká também faz parte das conversas com o jovem. A intenção é não deixar ele carregar uma pressão a mais porque as pessoas destacam as semelhanças com o melhor jogador do mundo de 2007. O meia tem noção de que para conquistar feitos como os do ex-jogador é preciso percorrer um longo caminho.

Também para tentar diminuir a pressão ou a euforia sobre os jovens, o departamento de comunicação do São Paulo evita expor demais o trio. Depois de Igor Gomes ter marcado dois gols na abertura do mata-mata com o Ituano, por exemplo, o Tricolor não agendou entrevistas com o jovem, de 20 anos.

Para completar, o clube coloca à disposição do trio os integrantes da comissão técnica para papos particulares. O São Paulo ainda conta com a psicóloga Anahy Couto, que acompanha o elenco e pode atender os jogadores sempre que for considerado necessário.