Topo

Futebol


São Paulo elimina Palmeiras nos pênaltis e vai à final do Paulista

Do UOL, em São Paulo (SP)

2019-04-07T18:12:05

07/04/2019 18h12

O São Paulo se classificou para a final do Campeonato Paulista após eliminar o Palmeiras na decisão por pênaltis hoje, no Allianz Parque, após repetir o resultado do primeiro jogo no "tempo normal" e empatar sem gols com o rival. Nas penalidades, os são-paulinos venceram por 5 a 4. O time do Morumbi não chegava a uma decisão de Estadual desde 2003 - foi campeão em 2005, nos pontos-corridos.

O clássico foi bastante movimentado, com chances desperdiçadas, gols anulados e, principalmente, com diversos momentos "quentes". Jogadores de Palmeiras e São Paulo protagonizaram discussões e muitos empurrões entre eles.

O adversário do São Paulo sai do confronto entre Santos e Corinthians amanhã, às 20h (de Brasília), no estádio do Pacaembu. O time de Parque São Jorge tem a vantagem do empate pois venceu o jogo de ida por 2 a 1, em Itaquera.

O melhor: Clássico tem "Luans" inspirados

Como os atacantes não decidiram o clássico, os dois "Luans" se destacaram no sistema defensivo. Tanto o Luan, do Palmeiras, como o Luan, do São Paulo, ganharam a maioria das jogadas individuais e até "salvaram" suas equipes da derrota no "tempo normal" com intervenções precisas. O palmeirense ainda fez o dele na decisão por pênaltis.

O pior: Scarpa apagado é substituído

O meia Scarpa teve atuação bastante apagada no clássico. O palmeirense estava em um ritmo bem diferente dos demais atletas. Em jogo quente, ele demonstrou pouco brio e ainda errou muito quando pegava na bola, inclusive, passes curtos em armação de jogadas. Foi substituído por Zé Rafael.

Jogo quente e com muitos embates

Alan Morici/Agif
Palmeiras e São Paulo fizeram um jogo quente e com muitas disputas físicas no Allianz Parque Imagem: Alan Morici/Agif

O jogo foi bastante nervoso entre Palmeiras e São Paulo. Foram diversas discussões e troca de empurrões, além das "famosas" ameaças de brigas. Os embates entre palmeirenses e são-paulinos se resumiram a Gustavo Gómez x Igor Gomes e Hudson, depois Hudson x Bruno Henrique, além de Felipe Mello x Reinaldo - neste caso até o VAR foi acionado para ver se houve agressão, mas não confirmada pelo árbitro de vídeo. O meia-atacante Ricardo Goulart também esquentou o jogo em discussões com Everton e com a arbitragem.

Cuca se divide com Mancini e mexe bastante

Alan Morici/Agif
Imagem: Alan Morici/Agif

Cuca trabalhou bastante em sua reestreia no São Paulo. No entanto, o treinador dividiu com Vagner Mancini, no banco de reservas, as orientações aos atletas. O treinador, inclusive, gastou as três alterações do tricolor no segundo tempo. A última ocorreu aos 31 minutos, quando Nenê entrou no lugar de Igor Gomes.

Faltou experiência a Antony?

O atacante Antony perdeu a melhor chance do primeiro tempo no clássico. A revelação são-paulina recebeu lançamento de Everton e ficou na "cara do gol" de Fernando Prass, mas finalizou em cima do goleiro que defendeu até com certa facilidade. Antony fez uma boa partida, principalmente em boa parte do segundo tempo, mas perdeu a chance de brilhar na decisão.

VAR anula um gol para cada lado

O VAR foi acionado duas vezes e anulou um gol para cada lado. Logo no início do segundo tempo, Igor Gomes "achou" Liziero, livre, dentro da área. O volante estava impedido e marcou o gol, mas o árbitro de vídeo anulou. No final do jogo, Deyverson recebe lançamento de Diogo Barbosa e balança as redes na saída de Volpi. O VAR também anulou corretamente pois o palmeirense estava em posição de impedimento.

Palmeiras agressivo, mas pecou na "última bola"

A chamada "última bola" no futebol para explicar assistência e até finalizações foi o grande problema do Palmeiras. O time da casa foi melhor desde o início, sendo mais agressivo na marcação e no ataque, mas pecou bastante na hora de definir as jogadas. No primeiro tempo, por exemplo, a melhor chance veio de um rebote de Volpi após chute de Dudu, mas Luan salvou ao travar a finalização de Goulart

FICHA TÉCNICA:
PALMEIRAS 0 (4) X (5) 0 SÃO PAULO

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data/Hora: 7 de abril de 2019, às 16h
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza
Assistentes: Marcelo Carvalho van Gasse e Alex Ang Ribeiro

Cartões amarelos: Gustavo Gómez (Palmeiras); Everton, Hudson e Reinaldo (São Paulo)

Palmeiras: Fernando Prass; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Victor Luis (Diogo Barbosa); Felipe Melo, Bruno Henrique, Ricardo Goulart; Gustavo Scarpa (Zé Rafael), Dudu e Deyverson. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

São Paulo: Tiago Volpi; Hudson; Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo (Léo); Luan, Liziero e Igor Gomes (Nenê); Antony, Everton (Gonzalo Carneiro) e Everton Felipe. Técnico: Cuca.

Mais Futebol