Topo

Esporte


Son marca, e Tottenham sai na frente do City nas quartas da Champions

Reuters/Paul Childs
Imagem: Reuters/Paul Childs

Do UOL, em São Paulo

09/04/2019 17h55

Deu Tottenham na abertura do duelo inglês das quartas de final da Liga dos Campeões da Europa 2018/2019. Jogando hoje em casa, o time londrino derrotou o Manchester City por 1 a 0, graças ao gol de Heung-Min Son.

A partida foi marcada mais pelas disputas de bola do que pelas chances de gol. Agora, os dois times voltam a se enfrentar na quarta-feira da próxima semana (17), no Etihad Stadium, em Manchester, quando rola o jogo de volta.

Antes disse, porém, ambos atuam no fim de semana pelo Campeonato Inglês: os londrinos recebem o Huddersfield Town no sábado, enquanto o City visita o Crystal Palace no domingo.

Rafael Reis vê justiça em vitória do Tottenham sobre o Manchester City

UOL Esporte

Melhor, Son decidiu no fim do jogo

Foi um jogo carente de talento individual, marcado pelas disputas de bola. Mas na melhor chance que teve, o sul-coreano decidiu. Não foi muito, mas foi suficiente.

Pior, Agüero só apareceu perdendo pênalti

Sergio Agüero teve a grande chance de balançar as redes no primeiro tempo, em uma cobrança de pênalti defendido por Hugo Lloris. Apático, foi substituído aos 25 minutos da etapa final, quando deu lugar a Gabriel Jesus.

Na melhor chance que teve, Agüero perdeu um pênalti; lance fez falta para o City - Ian Kington/IKIMAGES/AFP
Na melhor chance que teve, Agüero perdeu um pênalti; lance fez falta para o City
Imagem: Ian Kington/IKIMAGES/AFP

Lucas Moura 0 x 0 Gabriel Jesus

Opções ofensivas das duas equipes, Lucas Moura e Gabriel Jesus começaram a partida como reservas. O ex-são-paulino entrou aos 12 minutos do segundo tempo, substituindo Harry Kane - o inglês deixou o gramado sentindo dores no tornozelo esquerdo após uma dividida com Fabian Delph. No entanto, o brasileiro teve dificuldade para se destacar diante da marcação dos visitantes.

O ex-palmeirense entrou pouco depois, aos 25. Teve uma chance aos 29, quando ganhou disputa aérea e cabeceou por cima. Mostrou alguma mobilidade, mas foi mais um travado pela defesa da casa.

VAR aponta pênalti, mas Lloris defende

O Tottenham começou a partida disposto a dar trabalho e ditou o ritmo ao longo de todo o primeiro tempo. Aos 8 minutos, Moussa Sissoko avançou pela esquerda e cruzou para Dele Alli, que bateu com categoria de primeira e mandou por cima do gol.

Mas o City reagiu rapidamente: aos 10 minutos, Raheem Sterling chutou, e a bola desviou no braço de Danny Rose. O árbitro consultou o VAR e marcou o pênalti. Sergio Agüero bateu, e Hugo Lloris caiu no canto para defender.

Lloris defende o pênalti cobrado por Agüero no primeiro tempo - Peter Nicholls/Reuters
Lloris defende o pênalti cobrado por Agüero no primeiro tempo
Imagem: Peter Nicholls/Reuters

No time londrino, Harry Kane teve nova boa chance aos 24 minutos: o camisa 10 recebeu da esquerda na área, girou e bateu de direita, mas Ederson espalmou para o lado. Na resposta, aos 30, Ilkay Gündogan levantou falta na área pela direita, e Nicolás Otamendi apareceu sozinho para cabecear - o argentino, porém, estava em condição irregular e ainda cabeceou fraco.

A partir daí, e até o fim do primeiro tempo, o que se viu foi um duelo de muita marcação - destaque para a dividida por cima entre Fernandinho e Harry Kane, que se estranharam aos 39. Melhor para o Tottenham, que teve mais tempo no campo de ataque em busca do gol, mas sem assustar de fato o goleiro Ederson.

Fernandinho e Harry Kane disputam bola e se estranharam no primeiro tempo - Peter Nicholls/Reuters
Fernandinho e Harry Kane disputam bola e se estranharam no primeiro tempo
Imagem: Peter Nicholls/Reuters

Domínio do Tottenham, enfim, vira gol

No segundo tempo, o time de Londres começou de novo apertando: aos 4 minutos, Heung-Min Son recebeu na direita de Harry Kane e bateu cruzado, mas o tiro saiu fraco e parou fácil nas mãos de Ederson. O goleiro brasileiro passou a sentir dores após uma trombada com Nicolás Otamendi aos 7.

Mas saiu dos pés de Ederson outra boa chance de City aos 27: após lançamento do goleiro, Riyad Mahrez dominou na direita e acionou David Silva, que abriu na esquerda para o chute de Fabian Delph. A bola, porém, saiu à esquerda de Hugo Lloris. Dois minutos depois, Mahrez cruzou para Gabriel Jesus, que dividiu por cima e cabeceou para fora.

Quando o jogo se encaminhava para um 0 a 0, veio o gol. Aos 33 minutos, Christian Eriksen acionou Heung-Min Son, que avançou pela direita, evitou a saída na linha de fundo, trouxe para dentro e bateu cruzado, mandando por baixo de Ederson. De quebra, Son teve nova chance aos 41, mas abusou da força e mandou para fora.

Son recebeu de Eriksen e fez o gol da partida no segundo tempo - Ian Kington/AFP
Son recebeu de Eriksen e fez o gol da partida no segundo tempo
Imagem: Ian Kington/AFP

Em jogo quente, Tottenham pressiona City

Os dois times fizeram um jogo de marcação firme, com lances que eventualmente mostravam mais força do que técnica nas disputas. Jogando em casa, o Tottenham de Mauricio Pochettino levou vantagem por controlar a bola com mais qualidade, tocando no ataque em busca de oportunidades.

O City de Pep Guardiola se defendeu mais, buscando chances no contra-ataque que se tornaram menos presentes no segundo tempo. Curiosamente, Guardiola apostou nas entradas de Kevin de Bruyne e Leroy Sané apenas aos 44 minutos do segundo tempo, ganhando criatividade com sua equipe.

Estreia continental

A partida da Liga dos Campeões da Europa foi a primeira do Tottenham Hotspur Stadium em competições internacionais. Inaugurado em 3 de abril, o estádio viu o Tottenham também vencer em seu primeiro jogo: 2 a 0 sobre o Crystal Palace pelo Campeonato Inglês, com gols de Son e Eriksen.

Tottenham Hotspur Stadium recebeu seu primeiro jogo pela Liga dos Campeões - Paul Childs/Reuters
Tottenham Hotspur Stadium recebeu seu primeiro jogo pela Liga dos Campeões
Imagem: Paul Childs/Reuters

"O estádio é a cereja do bolo. É o nosso bairro, a torcida joga junto. Acho que isso é importante", disse Lucas Moura, em entrevista aos canais Esporte Interativo após o jogo.

De novo?

Os dois times se enfrentam agora no dia 17, quando fazem a partida de volta da Liga dos Campeões em Manchester. Só que, três dias depois, Manchester City e Tottenham medem novamente forças, agora pelo Campeonato Inglês. O compromisso é de novo no Etihad Stadium.

FICHA TÉCNICA
TOTTENHAM 1 X 0 MANCHESTER CITY

Data: 9 de abril de 2019 (terça-feira)
Hora: 16h (horário de Brasília)
Local: Tottenham Hotspur Stadium, em Londres (ING)
Árbitro: Bjorn Kuipers (HOL)
Assistentes: Sander Van Hoekel (HOL) e Erwin Zeinstra (HOL)
Gols: Heung-Min Son, aos 33 min do 2º T (TOT)
Cartões amarelos: Danny Rose (TOT); Aymeric Laporte (MCI) e Riyad Mahrez (MCI)

TOTTENHAM: Hugo Lloris; Kieran Trippier, Toby Alderweireld, Jan Vertonghen e Danny Rose; Moussa Sissoko e Harry Winks (Victor Wanyama); Dele Alli (Fernando Llorente), Christian Eriksen e Heung-Min Son; Harry Kane (Lucas Moura)
Técnico: Mauricio Pochettino

MANCHESTER CITY: Ederson; Kyle Walker, Nicolás Otamendi, Aymeric Laporte e Fabian Delph; Ilkay Gündogan, Fernandinho e David Silva (Kevin de Bruyne); Riyad Mahrez (Leroy Sané), Sergio Agüero (Gabriel Jesus) e Raheem Sterling
Técnico: Pep Guardiola

Mais Esporte