Topo

Futebol


Porto avalia contratar zagueiro do Athletico para substituir Militão

Léo Pereira, em lance do Brasileiro de 2018, contra o ex-são-paulino Diego Souza - REUTERS/Paulo Whitaker
Léo Pereira, em lance do Brasileiro de 2018, contra o ex-são-paulino Diego Souza Imagem: REUTERS/Paulo Whitaker

Marcus Alves

Colaboração para o UOL, de Lisboa (POR)

11/04/2019 04h00

Com a saída de Éder Militão definida para o Real Madrid ao fim da temporada, o Porto vasculha o mercado atrás de um nome para substituir o ex-são-paulino a partir de junho. Uma das alternativas analisadas pelos portugueses é a revelação do Athletico, Léo Pereira, uma das figuras do clube na conquista da Copa Sul-Americana no ano passado e que se firmou de vez como um de seus pilares na atual campanha na Libertadores.

Entre os fatores que agradam os "Dragões" está a sua facilidade em atuar pelo lado esquerdo da defesa, a qualidade na saída de bola e a sua calma mesmo quando pressionado em campo.

Conforme apurado pelo UOL Esporte, os representantes do Porto têm seguido atentamente a arrancada do Athletico na temporada e, ao contrário do que acontece com outros destaques como Bruno Guimarães e Renan Lodi, confiam que Léo Pereira ainda se encontra dentro do patamar de investimento da equipe.

No início do ano, o Flamengo chegou a abrir conversa por sua contratação, mas esbarrou na postura firme dos paranaenses. O rubro-negro carioca fez mais de uma oferta e subiu até 2,5 milhões de euros (de acordo com a cotação da época, R$ 10,6 milhões), sem sucesso.

O Porto não colocou ainda qualquer número na mesa, porém, pretende seguir a mesma receita que funcionou tão bem com Militão.

Na ocasião, aproveitando o fim de seu contrato com o São Paulo, desembolsou 7 milhões de euros (R$ 29 milhões), incluindo 3 milhões de euros (R$ 12,5 milhões) em comissões, para menos de um ano depois revendê-lo ao Real Madrid por 50 milhões de euros (R$ 209 milhões), valor de sua multa rescisória. O seu lucro com o negócio superou os 600%.

Atual campeão português, o Porto conta com essa receita e ainda a premiação de 78,5 milhões de euros (R$ 328 milhões) acumulada ao avançar às quartas de finais da Champions League contra o Liverpool. Depois de uma penúria no mercado nos últimos anos, a expectativa é por mais investimento para 2019/2020.

Ainda assim, não faz parte do perfil do clube quebrar o cofre para assegurar a vinda de Léo Pereira.

Enquanto não define o substituto de Militão, os portugueses têm sido abordados por agentes com sugestões para o seu espaço. Entre eles, foi oferecido e negado o corintiano Léo Santos, atualmente emprestado ao Fluminense. Ele é representado pelos mesmos empresários do camisa 3.

O técnico Sérgio Conceição tem também Felipe, Pepe e a promessa Diogo Leite como opções principais para o seu miolo de zaga.

Depois das conversas frustradas com o Flamengo, Léo Pereira teve o seu contrato com o Athletico renovado até 2022. Na última temporada, ele realizou 41 jogos e balançou as redes seis vezes.

Mais Futebol