Topo

Santos vence Atlético-GO em reabertura da Vila e avança na Copa do Brasil

Ivan Storti | Santos FC
Imagem: Ivan Storti | Santos FC

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

11/04/2019 23h24

O Santos venceu o Atlético-GO pelo placar de 3 a 0 na noite de hoje, na Vila Belmiro, pela terceira fase da Copa do Brasil e avançou na competição. Os gols foram marcados por Carlos Sánchez, duas vezes, e Rodrygo.

O Peixe entrou em campo precisando do resultado, já que havia sido derrotado por 1 a 0 no jogo de ida. A partida marcou a reabertura da Vila Belmiro após cerca de 90 dias em reformas e o torcedor compareceu em grande número.

Com a vitória, o Peixe está entre os 10 clubes classificados para a quarta fase do torneio. Os confrontos serão decididos em sorteio realizado amanhã. A equipe da Vila Belmiro pode enfrentar qualquer um dos outros nove classificados. As partidas estão agendadas para os dias 17 e 24 deste mês.

Volta da Vila

Mais de 10 mil torcedores foram prestigiar a reabertura da Vila Belmiro após 90 dias de reformas. Foi apenas a segunda partida do Santos de Jorge Sampaoli no estádio: a primeira havia sido na estreia na temporada, quando o Peixe bateu a Ferroviária por 1 a 0.

Pressão total do Peixe

Precisando vencer por dois gols de diferença para se classificar, o Santos começou o jogo com tudo. Antes dos 15 minutos já tinha criado quatro chances de gols: um chute cruzado de Rodrygo, um de fora de Sánchez, um escanteio que passou por Aguilar dentro da pequena área e um chute torto de Alison que Pituca colocou a cabeça e mandou por cima do gol.

Goleiros começam a aparecer

Perto dos 30 minutos, foi o Atlético-GO quem teve a melhor chance do jogo. Em contra-ataque rápido, a bola foi cruzada rasteiro na medida para o centroavante Pedro Raul, que tocou no contrapé do goleiro, mas não conseguiu vencer Everson, que praticou grande defesa com os pés. Depois, Sánchez clareou da entrada da área e mandou de esquerda para o gol, a bola resvalou em Rodrygo no caminho, mas Kozlinski foi buscar.

Sánchez desvia de leve para abrir o placar

Depois de 45 minutos de pressão, o Peixe conseguiu finalmente fazer o primeiro gol da noite. O meia Jean Mota cruzou do bico da área em direção ao gol e o uruguaio Carlos Sánchez apareceu para dar um leve toque, tirar do goleiro Kozlinski e fazer 1 a 0.

Peixe resolve jogo no primeiro minuto da segunda etapa

Com o gol de Sánchez, o Santos precisava de mais um tento para avançar no torneio e o gol saiu logo no primeiro minuto do segundo tempo. Jean Mota foi lançado na esquerda e cruzou na medida para Rodrygo, sozinho do outro lado da área. O camisa 11 teve tempo de ajeitar o corpo e fuzilar o goleiro Kozlinski, que nada pode fazer. Peixe 2 a 0.

Atlético-GO acerta trave e assusta o Santos

Atrás no placar agregado, o time goiano teve que jogar. Ainda no começo da segunda etapa, o meia Matheus arriscou de fora da área e acertou um lindo chute na trave do goleiro Everson. Mais tarde, Pedro Bambu teve grande chance em contra-ataque, mas bateu torto. Depois foi a vez do centroavante Pedro Raul receber dentro da área e bater cruzado com muito perigo.

O melhor: Rodrygo

Titular depois de muito tempo, o camisa 11 mostrou para o técnico Jorge Sampaoli que não pode ficar no banco de reservas. Atuando na maior parte do tempo pela direita, o atacante passou por cima da defesa do Atlético-GO e parecia imparável durante o jogo todo. Ele não tomou conhecimento da marcação adversário e venceu praticamente todos os duelos individuais. Fez o segundo gol e criou várias oportunidades.

Quem não foi tão bem: Derlis González

Diante de uma grande atuação individual e coletiva do Santos, quem menos se destacou foi o paraguaio Derlis González. Atuando como falso 9, o atacante não recebeu muitas bolas em condições de finalizar. Quando inverteu com Soteldo ou Rodrygo, também não teve tanto destaque quanto os dois criando jogadas pelas pontas. O paraguaio é um dos principais jogadores do Santos na temporada, mas pode jogar melhor do que hoje. Foi substituído aos 32 minutos do segundo tempo.

O pior: Cueva é expulso nos acréscimos

O peruano Christian Cueva conseguiu ser expulso nos acréscimos de uma partida resolvida para o Santos. O meia entrou solando o adversário aos 48 do segundo tempo e o árbitro mostrou o vermelho direto. Ele havia entrado no lugar de Alison aos 34 do segundo tempo e conseguiu a proeza de ficar apenas 14 minutos em campo.

Santos mata o jogo já no final

Apesar dos pequenos sustos do Atlético-GO, o resultado nunca esteve realmente em perigo. Mesmo assim, um gol dos goianos levaria a decisão para os pênaltis. O Peixe acabou com essa possibilidade aos 39 minutos, quando Soteldo recebeu livre dentro da área, preferiu o drible ao invés do chute e serviu o uruguaio Carlos Sánchez do outro lado. O meia fuzilou da pequena área e estufou as redes de Kozlinski para matar o jogo.

FICHA TÉCNICA
Santos 3 x 0 Atlético-GO

Data: 11 de abril de 2019 (quinta-feira)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Assistentes: Michael Correia e Carlos Henrique Filho (RJ)
Amarelos: Gilvan, Nicolas, Jonathan, Washington e Jorginho, do Atlético-GO.

Vermelho: Chistian Cueva, do Santos.
Gols: Carlos Sánchez, aos 45 minutos do primeiro tempo e aos 39 do segundo, e Rodrygo, com minuto do segundo tempo.

Público total: 11.623 pessoas
Renda: R$ 314.220,00

SANTOS: Everson; Victor Ferraz, Aguilar, Lucas Veríssimo e Diego Pituca; Alison (Cueva), Carlos Sánchez e Jean Mota; Soteldo, Rodrygo (Eduardo Sasha) e Derlis González (Jorge). Técnico: Jorge Sampaoli

ATLÉTICO-GO: Maurício Kozlinski; Jonathan, Lucas Rocha, Gilvan e Nicolas (Reginaldo); Pedro Bambu, Washington (André Luís) e Jorginho; Matheus (Gilsinho), Pedro Raul e Mike. Técnico: Wagner Lopes