Topo

Futebol


Mano vê mão de Fred "discutível" e questiona VAR em gol anulado do Cruzeiro

Siga o UOL Esporte no

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

14/04/2019 19h15

O Cruzeiro venceu o Atlético-MG por 2 a 1 na primeira final do Campeonato Mineiro. Como de costume, não faltou polêmicas no clássico. No lado atleticano, o Galo reclamou de um pênalti de Dedé em Igor Rabelo, que aconteceu segundos antes de o primeiro tempo terminar. Além disso, a equipe alvinegra também questionou a não marcação do tiro de meta no lance que gerou o escanteio e, consequentemente, o segundo gol da Raposa. Mas também teve insatisfação no lado celeste. Para Mano Menezes, o gol de Fred, que seria o terceiro do seu time, deveria ser validado.

"Fizemos o terceiro gol, que é meio discutível, que o pessoal viu a bola bater na mão do Fred. Na minha opinião tem um erro de interpretação aí. Se o zagueiro cabeceia a bola e ela resvala no braço, não dariam pênalti. Se não marca para um lado, não tem que marcar quando ela bate no atacante. Eu também destaquei dias atrás essa questão da câmera lenta, ela cria essas questões", iniciou o treinador.

O gol anulado de Fred aconteceu aos 34 minutos do segundo tempo, quando o Cruzeiro já vencia por 2 a 1. No lance, Egídio cobrou escanteio e a bola bateu no braço do atacante antes de superar o goleiro Victor. O centroavante comemorou o gol, mas o tento foi anulado três minutos depois.

"Acho que bateu na mão do Fred, mas não foi proposital. Acho que o gol não deveria ser invalidado. Naquela hora, nós vivenciamos pela primeira vez a experiência de ter um gol anulado após a comemoração, o estádio incendiou, mas o gol foi anulado. Achei que a equipe deu uma parada a partir daquele momento. Mas não temos que reclamar nem para cá, nem para lá. O Atlético também não acha que teve escanteio (no lance do segundo gol), não estamos aqui para criar polêmica. Apesar estou externando minha visão no gol do Fred", finalizou o treinador.

Mais Futebol