Topo

Flamengo

Como Bruno Henrique explica Fla "mutante" perto de título carioca

Siga o UOL Esporte no

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

2019-04-15T04:00:00

15/04/2019 04h00

O Flamengo investiu forte na montagem do atual elenco e, em alguns momentos, o excesso de peças vira uma verdadeira dor de cabeça para o técnico Abel Braga. Um dos destaques do time é Bruno Henrique, que tem correspondido em campo, mas também derrapado disciplinarmente e dado brechas para entrada de companheiros. E ele não é o único.

O Flamengo, portanto, tem mudado rotineiramente sua escalação. Não só para a entrada de quem vive melhor momento, mas também por quem estará à disposição entre suspensões e lesões. Expulso contra o Fluminense, Bruno Henrique escapou de julgamento e brilhou contra o Vasco no último domingo ao marcar dois gols - já desfalcará novamente o time por ter levado o 3º cartão amarelo.

Expulsão

Bruno Henrique esteve perto de conhecer a ira da torcida do Flamengo ao ser expulso contra o Fluminense na semifinal da Taça Rio. O problema é que esse cartão vermelho poderia ter interferido na competição quase um mês depois. É que o atacante foi denunciado pelo TJD-RJ e poderia pegar até seis jogos de suspensão, o que o tiraria das finais do Carioca. A situação não era fácil até por que o jogador havia deixado de ser réu primário após levar advertência por outra expulsão - contra o Vasco.

Julga-me se for capaz

Bruno Henrique, então, seria julgado pelo TJD por "jogada violenta". Seria. Isso porque um procurador decidiu agravar o julgamento passando para a "agressão física". O que parece pior, na verdade, foi bom para o Flamengo, que viu o julgamento ser adiado, já que não havia tempo para formular uma defesa para o jogador. Agora, o atacante ainda não tem data para ser julgado e pôde jogar a primeira partida da final.

Brilha

Não só pôde jogar como fez a diferença para o Flamengo. Autor de dois gols, praticamente deixou o título nas mãos do Rubro-negro. Vale ressaltar que o técnico Abel Braga já o havia testado jogando como camisa 9 na Libertadores. Ele foi bem e mantido na posição mesmo com a volta de Gabigol. Brilhou intensamente e ainda assumiu a artilharia do time no Carioca, com 8 gols.

Fora. De novo. Outra vez

E o ciclo do Flamengo "mutante" recomeça novamente. Bruno Henrique recebeu o terceiro cartão amarelo e novamente desfalcará o time. Com boas opções, dará oportunidade a Diego, que perdeu a vaga, retomar o espaço no time titular. Até o momento, o Rubro-negro tem se notabilizado por revezar os cinco jogadores nas quatro posições possíveis.

Brecha para volta de Diego

Com a ausência de Bruno Henrique, o técnico Abel Braga terá a oportunidade de voltar com Diego ao time titular. Barrado para a entrada de Arrascaeta, o camisa 10 tem tudo para reassumir a posição no domingo, na finalíssima. Quem corre por fora pela vaga é Vitinho. Em baixa, não parece ter força para ganhar a disputa.