Topo

Futebol


Jadson minimiza jejum de gols e valoriza defesa: "melhor do país"

Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Jadson voltou a ser titular do Corinthians contra o São Paulo no último domingo, no Morumbi Imagem: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Do UOL, em São Paulo (SP)

2019-04-16T15:27:25

16/04/2019 15h27

O meia Jadson reconhece que o Corinthians tem oscilado nesta temporada, mas minimizou o fato de o time de Fábio Carille encarar um jejum de três jogos sem marcar gols: contra Ceará, Santos e São Paulo.

Na visão do camisa 10, o Corinthians não está preocupado em jogar bonito e sim em buscar título. O meia ressalta que o Alvinegro tem uma estratégia definida e que prioriza uma defesa sólida. Aliás, o jogador intitulou o sistema defensivo como o melhor do país.

"Estamos indo para a terceira final do Campeonato Paulista, buscando o tri. Nós sempre incomodamos pois temos estratégia diferente. O sistema defensivo é o melhor do país e o Corinthians joga em cima de estratégia, sempre fomos assim. Eu prefiro ser campeão independente do jeito que jogue. Às vezes jogando feio e sendo campeão o que vai lembrar lá na frente é o título", afirmou Jadson, que minimizou o jejum de gols.

"Faz parte (jejum de gols), oscilação, não é sempre que vamos ficar 100%. Crescemos de produção, estamos nos entendendo melhor em campo. Ficar três jogos sem marcar incomoda um pouco, mas na hora certa amos fazer os gols necessários", completou.

Jadson está com a delegação do Corinthians em Chapecó, onde o time encara a Chapecoense amanhã, às 21h30 (de Brasília), pelo jogo de ida da quarta fase da Copa do Brasil. O meia espera ser titular e não esconde a ansiedade de atuar também na final do Paulistão, domingo, contra o São Paulo, em Itaquera.

"Acho que a ansiedade sempre vai existir do segundo jogo do Paulista. Conseguimos bom resultado, empate fora de casa. Mas o jogo da Copa do Brasil é importante e vamos tentar uma vitória para definir em casa", disse Jadson, que já sonha em voltar a marcar gols de falta.

"Estava com saudades de jogar e fazer gol de falta mais ainda. Estou feliz pela confiança do Carille e do grupo e lutar para recupera meu espaço novamente e quem sabe fazer um gol de falta", concluiu.

Mais Futebol