Topo

Paulista - 2019


Polícia abre inquérito e analisa imagens da briga ocorrida antes da final

Briga de torcedores de Corinthians e São Paulo em Ferraz de Vasconcelos - Reprodução
Briga de torcedores de Corinthians e São Paulo em Ferraz de Vasconcelos Imagem: Reprodução

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

16/04/2019 19h29

A Polícia Civil abriu inquérito hoje para investigar a briga entre torcedores de Corinthians e São Paulo. O confronto ocorreu no último domingo (14), em Ferraz de Vasconcelos, região metropolitana da capital paulista, horas antes da primeira final do Estadual.

O caso está sob responsabilidade da Delegacia de Repressão e Análise aos Delitos de Intolerância Esportiva (Drade), que é ligado ao Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).

A ideia da polícia é analisar as imagens da briga feitas por moradores da região para tentar individualizar a conduta de cada torcedor no confronto que deixou pelo menos 14 pessoas feridas - três delas com ferimentos a bala.

A Polícia Civil investiga 18 torcedores por envolvimento na briga. Até ontem, 14 tinham sido ouvidas. Todas foram liberadas por falta de flagrante. Houve também apreensão de objetos, como socos ingleses, toucas, pedaços de madeira e celulares, além de veículos.

Nove torcedores foram encaminhados a hospitais estaduais. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, cinco já tiveram alta até a manhã de ontem.

A briga ocorreu por volta das 10h30, na rua Rafael Anunciato, na Vila Santo Antônio, horas antes de São Paulo e Corinthians se enfrentarem pela final do Campeonato Paulista no Morumbi. O local fica a 45 km do estádio são-paulino.