Topo

Esporte


Son e Llorente exaltam VAR por gol anulado do City: "Salvou nossa vida"

Ben STANSALL / AFP
Imagem: Ben STANSALL / AFP

Do UOL, em São Paulo

2019-04-17T19:07:41

17/04/2019 19h07

Se não tivesse sido anulado, o gol de Sterling nos acréscimos do segundo tempo provavelmente teria resultado na eliminação do Tottenham. No entanto, o VAR viu impedimento na jogada e confirmou a classificação do time de Londres para a semifinal da Liga dos Campeões. Llorente e Son celebraram muito.

"Ainda bem que o último gol estava impedido, salvou nossa vida", comemorou Llorente. "Começamos a partida como loucos, foram quatro gols em 11 minutos, parecia que ninguém ia parar. Foi uma partida muito dura. Eles vieram para cima e nós pudemos dar o melhor que tínhamos. Não é fácil ter calma e jogar bola nesse nível", completou.

Son foi o autor dos dois primeiros gols do Tottenham na derrota por 4 a 3 (que classificou os Spurs para a semi graças ao gol do sul-coreano no jogo de ida) e ficou igualmente radiante com a intervenção do árbitro de vídeo. Difícil dizer se ele comemorou mais os gols que fez ou a anulação do tento de Sterling.

"Nunca vi algo como isso, foi um jogo muito duro e muito louco. Temos de ficar muito orgulhosos dos nossos jogadores. Foi uma loucura. O Christian tinha que ter dado um bico naquela bola, a gente deu sorte. Às vezes, você fica irritado com o VAR, mas hoje temos de agradecer. Foi uma boa decisão", afirmou.

A menção a Eriksen tem motivo. A jogada do gol anulado de Sterling, que teria sido o terceiro do atacante nesta noite, começou com erro de passe do meia. O dinamarquês recuou mal a bola no campo de defesa e quase deixou o campo como um vilão para o Tottenham. Quase.

"Sou um dos caras mais sortudos do mundo. Pela primeira vez, eu agradeço que o árbitro tenha ido analisar o lance na tela do VAR. Esse jogo foi uma montanha-russa de emoções: gol, gol, gol, drama, gol para todo lado", comentou Eriksen, que enfrentará o Ajax, seu ex-time, na semi.

"Depois de hoje, a gente tem de respirar fundo. Eu já achava que seria um conto de fadas jogar contra o Ajax, e agora a gente vai jogar contra eles. Vai ser ótimo voltar a Amsterdam", disse o meio-campista.

Manchester City e Tottenham precisaram de 21 minutos para entrar para a história hoje (17). Este jogo quebrou o recorde de cinco gols mais rápidos na Liga dos Campeões. Anteriormente, a marca pertencia a Borussia Dortmund 8 x 4 Légia Varsóvia, que, em novembro de 2016, teve seus cinco primeiros gols feitos em 24 minutos.

A quantidade de acontecimentos na partida deixou Son confuso com as próprias declarações. Em determinado momento da entrevista que concedeu no gramado, o sul-coreano já não sabia mais sobre o que estava falando.

"A gente definiu que se doaria bastante. Foi muito importante todo mundo ter lutado junto durante os 90 minutos. Muita emoção... Eu não sei mais sobre o que eu estou falando, me perdi! Foi muito caráter, muita luta, foi inacreditável", disse o goleador, rindo.

Mais Esporte