Topo

Internacional

Inter lembra Série B e se vê fortalecido com Gauchão "de igual para igual"

Jeferson Guareze/AGIF
Guerrero, durante partida entre Inter e Grêmio. Colorado ficou com o vice-campeonato Imagem: Jeferson Guareze/AGIF

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

2019-04-18T04:00:00

18/04/2019 04h00

O Internacional foi derrotado pelo Grêmio na final do Campeonato Gaúcho. Nos pênaltis após o empate em 0 a 0, repetindo o placar do jogo de ida, o Tricolor levou a taça. Mas se engana quem pensa que a avaliação interna do Colorado é ruim. Pelo contrário, o time se vê fortalecido pelo enfrentamento de igual para igual.

"Esse grupo é experiente. Não está abalado, está fortalecido. Hoje ninguém vai dormir. Nem eu, nem ninguém. Amanhã vai doer. Não vamos aceitar a derrota. Mas esse jogo não volta mais, não tem o que fazer. A partir de sexta-feira, na reapresentação, vamos olhar para frente e buscar uma melhor classificação na Libertadores. Vamos estar mais fortalecidos. Não adianta por a cabeça debaixo da terra. O grupo sabe o que temos que fazer", disse o técnico Odair Hellmann. "O que fica é que o Inter nunca tem medo de nada. Nunca tem medo de ninguém. Podemos e vamos enfrentar de igual para igual o Grêmio ou qualquer grande clube que esteja pela frente", completou.

O jogo, de fato, mostrou forças equivalentes. A exemplo do duelo do Beira-Rio, gremistas e colorados alternaram o comando do jogo. Um pênalti, porém, marcado com interferência do árbitro de vídeo no segundo tempo, poderia ter mudado o rumo da partida. Mas Marcelo Lomba defendeu.

O jogo foi para as cobranças de penalidade e foi a vez do goleiro do Grêmio, Paulo Victor, brilhar com três defesas.

Ao analisar o contexto de forma positiva, o Internacional lembrou que há dois anos disputava a segunda divisão e que vem numa arrancada para se restabelecer entre os grandes.

"Se pensarmos um pouco atrás, em 2017 a gente volta do fundo do poço. Há dois anos. Eu sei que no futebol há uma exigência de vitórias e títulos. Mas acredito que dessa forma, com alicerce firme e forte, vamos chegar aos títulos. Primeiro tivemos que voltar daquela situação, de dificuldades, mas a direção buscou soluções criativas na montagem do grupo. Claro que gostaríamos de ganhar, estamos doloridos que não ganhamos, mas voltamos a disputar de igual para igual. Passamos do primeiro momento da reconstrução, e agora vamos seguir caminhando para vencer, que é a história do Inter. Estamos fortalecidos como time e clube. Temos coisas a evoluir? Claro que temos. Mas vamos fazer isso, e este processo, tenho certeza, vai nos levar aos títulos", completou Odair.

Depois de voltar da Série B, o Inter vem apresentando crescimento de resultado. Foi eliminado nas quartas de final do Gauchão passado, na quarta fase da Copa do Brasil, mas terminou o Brasileiro em terceiro. Neste ano, perdeu a final do Gauchão apenas nos pênaltis e já está classificado às oitavas de final da Libertadores com duas rodadas de antecedência.

De folga nesta quinta, o Colorado só volta a trabalhar na sexta e abre preparação para o jogo da próxima semana contra o Alianza Lima, no Peru.