Topo

Atlético-MG

Atlético-MG atrasa nova parcela, e dívida por Chará chega a R$ 7,85 milhões

Bruno Cantini/Atlético-MG
Yimmi Chará custou US$ 6 milhões e é o mais caro da história do Atlético-MG Imagem: Bruno Cantini/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

2019-04-19T12:00:00

19/04/2019 12h00

O Atlético-MG informou em seu balanço patrimonial referente a 2018 que possui uma dívida de R$ 58.335.120 com clubes estrangeiros. Deste número, dois milhões de dólares (R$ 7,85 milhões na cotação atual) são por um débito em aberto com o Atlético Junior Barranquilla, da Colômbia, pela aquisição de Yimmi Chará, em junho de 2018. O credor já iniciou o processo na Fifa para receber a quantia dos mineiros.

A princípio, os mineiros não haviam desembolsado um milhão de dólares (R$ 3,93 milhões) para pagar uma parcela em novembro de 2018. Em março deste ano, uma nova prestação de um milhão de dólares deveria ser quitada, o que fez a dívida aumentar e culminou no início do processo dos colombianos na Fifa. A cúpula alvinegra ainda precisa pagar mais um milhão de dólares no fim deste ano.

Chará foi adquirido por US$ 6 milhões de dólares (R$ 23,58 milhões na cotação atual). O Galo pagou metade deste valor - três milhões de dólares (R$ 11,79 milhões) - com auxílio de Ricardo Guimarães, ex-presidente do clube e proprietário do Banco BMG. O restante ficaria a cargo da diretoria comandada por Sérgio Sette Câmara. Os mineiros, no entanto, ainda não efetuaram o depósito de duas parcelas e ainda terá mais uma para pagar até o fim da temporada.

O UOL Esporte conversou com um membro da cúpula do Atlético Junior Barranquilla, da Colômbia, e confirmou que os mineiros não deram uma justificativa para os atrasos, mas tentaram negociar o valor em aberto, fazendo um reparcelamento.

A reportagem tentou contato com Lásaro Cândido Cunha, vice-presidente do clube e principal responsável por questões jurídicas, mas não obteve sucesso nas chamadas telefônicas.

Yimmi Chará é o reforço mais caro da história do Atlético. O atacante de 28 anos está na Cidade do Galo desde junho de 2018 e tem contrato até 30 de junho de 2023. Em sua passagem por Belo Horizonte, ele fez 36 partidas, marcou dois gols e deu nove assistências.