Topo

Corinthians

Comprar ingresso
Comprar ingresso

Love ficou 3 meses no São Paulo aos 16 anos e deixou clube por divergência

Reprodução
Vagner Love passou pelas categorias de base do São Paulo entre 2000 e 2001 Imagem: Reprodução

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

2019-04-19T12:00:00

19/04/2019 12h00

Vagner Love, opção do Corinthians para final do Campeonato Paulista, deu seus primeiros passos no futebol no Palmeiras, onde passou a brilhar a partir de 2003. Mas essa história poderia ter sido diferente se não fosse uma divergência entre seu estafe e dirigentes do São Paulo.

Aos 16 anos, o atacante do Corinthians, que é uma das armas alvinegras justamente contra o time são-paulino na busca pelo tri estadual, chegou a ficar três meses no clube do Morumbi e até disputar competições de base com a camisa tricolor.

A curta passagem de Love pelo São Paulo aconteceu entre os últimos meses de 2000 e o começo de 2001. À época, o atacante era chamado de Carioca - ele havia deixado o Campo Grande, time carioca, rumo à cidade de São Paulo (virou "Love" apenas em 2003).

Na ocasião, Love já era agenciado por Evandro Ferreira. Em contato com a reportagem do UOL Esporte, o empresário disse que conseguiu um teste no São Paulo por meio de Gilmar Rinaldi. A avaliação foi boa, mas uma divergência em relação à porcentagem de direitos econômicos colou ponto final na passagem pelo clube.

NEWTON MENEZES/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Na segunda passagem pelo Corinthians, Love disputou 19 jogos, 12 como titular da equipe, com dois gols marcados Imagem: NEWTON MENEZES/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Nos primeiros dias de 2001, Love defendeu o São Paulo em uma competição disputada no Rio Grande do Sul. O time tricolor contava também com o atacante Kléber, que, ao contrário, continuou no clube até se profissionalizar em 2003, mesmo ano em que Love estreou no time principal do Palmeiras.

Em 2005, depois de se destacar no Palmeiras, sobretudo na campanha na Série B 2003 e defender o CSKA Moscou por seis meses, Love esteve perto de fechar com o Corinthians, mas o acordo foi descartado. O atacante continuou no futebol russo por mais quatro temporadas e voltou ao Palmeiras em 2009.

Love ainda defendeu o Flamengo no Brasil antes de vestir a camisa do Corinthians pela primeira vez, em 2015, aos 30 anos. Quatro anos depois, perto de completar 35, o atacante tenta conquistar o segundo título com a camisa corintiana.

O jogador pode ser escalado à direita do ataque pelo técnico Fábio Carille. Love chegou a ganhar a vaga de titular nos dois jogos contra a Ferroviária, nas quartas de final, e na partida de ida contra o Santos, na semi. Em seguida, perdeu a posição para Pedrinho e depois para Ramiro.

O Corinthians precisa de uma vitória simples sobre o São Paulo para conquistar o tricampeonato paulista depois de 80 anos. Um empate em Itaquera no próximo domingo (21) leva a decisão para os pênaltis.