Topo

Corinthians

Comprar ingresso
Comprar ingresso

Cássio conquista 9º título e se torna o maior campeão do Corinthians

Siga o UOL Esporte no

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

2019-04-21T18:01:00

21/04/2019 18h01

No futuro, quando o torcedor lembrar do período mais vitorioso da história do Corinthians, muitos nomes lhe virão a cabeça. O de Cássio, no entanto, estará acima de todos eles. Ele se tornou hoje o jogador mais vitorioso dos 109 anos do clube, com nove títulos conquistados. E com protagonismo em todos eles.

Agora tetracampeão paulista, Cássio se isola na lista dos maiores campeões da história corintiana. Ele ultrapassa Alessandro, Chicão, Danilo e Marcelinho Carioca, que têm oito troféus cada no Timão.

"O Corinthians foi merecedor. A defesa era atacada e mais atacada e não tomava gol. Hoje, em uma bola a gente tomou gol. Desde que terminou o Corinthians tentou buscar. O Volpi fez uma boa defesa, alguns chutes no segundo tempo e saí premiado. A gente dá volta por cima depois de sermos criticados", afirmou ele ao Premiere.

Nesta lista, dois asteriscos. Marcelinho Carioca tem dez títulos no papel, mas dois deles são de menor importância (Copa Bandeirantes de 1994 e Ramón de Carranza de 1996), não sendo comparáveis às taças consideradas tradicionais. Já o goleiro Júlio César soma nove taças como seu sucessor, mas tendo atuado em "apenas" cinco destas campanhas. Nada comparável a Cássio, campeão como titular nove vezes.

Cássio foi o único corintiano que jogou todas as partidas deste Paulistão - só perdeu 45 minutos, quando saiu lesionado do jogo de ida das quartas de final. Foi justamente nesta fase que ele transformou regularidade em heroísmo: defendeu um pênalti e foi essencial para a classificação sobre a Ferroviária. Contra o Santos não pegou pênalti, mas evitou a eliminação no tempo normal com atuação impecável.

As finais tiveram um milagre de Cássio. No primeiro jogo, o são-paulino Arboleda subiu inteiro após escanteio, cabeceou e parou na melhor defesa do Campeonato Paulista em 2019 (veja mais acima) - tão boa que enganou uma série de torcedores no Morumbi.

Operar milagres não é lá uma novidade para Cássio. Desde que assumiu a titularidade, em 2012, o goleiro foi titular e protagonista em todas as conquistas alvinegras. Na conta estão a Copa Libertadores e o Mundial de Clubes daquele ano, além de uma Recopa (2013), dois Brasileiros (2015 e 2017) e agora quatro Paulistas (2013, 2017, 2018 e este, conquistado hoje).