Topo

Carioca - 2019


Por que o homenageado Zagallo não entregou taça do Carioca ao Fla

Ursula Nery/Agência FERJ
Zagallo foi homenageado pela Federação do Rio e deu nome ao troféu do Campeonato Carioca 2019 Imagem: Ursula Nery/Agência FERJ

Bernardo Gentile e Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

2019-04-22T21:33:45

22/04/2019 21h33

Mario Jorge Lobo Zagallo é sem dúvida um dos grandes nomes do futebol brasileiro. Tetracampeão mundial (duas como jogador, outra como técnico e a última como auxiliar), ele foi homenageado pela Federação de Futebol do Rio de Janeiro (FFERJ) e deu nome ao troféu do Campeonato Carioca de edição número 113. Flamengo venceu o Vasco e ficou com a taça.

Segundo apuração do UOL Esporte, Zagallo não poderia ter ficado mais feliz com a celebração. Apesar disso, ele foi vetado pela família para a entrega da taça na final e também para a festa oficial da competição, na Barra da Tijuca.

A decisão se deu meramente por motivos de saúde. Com 87 anos, Zagallo já não desfruta de grande condicionamento físico o que torna sua locomoção algo bastante complicado. Para minimizar a ausência, um vídeo foi gravado e foi exibido durante a festa em comemoração ao título do Flamengo.

"É uma honra poder homenagear o mestre Zagallo em vida com o nome do troféu. Que fique o registro que é muito singelo para a dimensão de um dos maiores vencedores da História do futebol. Levamos a taça para ele conhecer e se emocionou muito. A Federação do Rio fica muito feliz com o registro histórico", disse o presidente Rubens Lopes ao UOL Esporte.

A ligação de Zagallo com o futebol Carioca é fortíssima. Como jogador, foi tricampeão estadual pelo Flamengo em 1953, 1954 e 1955 e bicampeão pelo Botafogo em 1961 e 62. Como treinador foram cinco conquistas: 1967 e 1968 (Botafogo), 1971 (Fluminense) e 1972 e 2001 (Flamengo).