Topo

Futebol


Renato Gaúcho ganha prêmio da Conmebol e brinca: "Não tenho mais espaço"

Lucas Uebel/Grêmio
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Do UOL, em Porto Alegre

2019-04-22T19:07:29

22/04/2019 19h07

Renato Gaúcho recebeu, hoje (22), prêmio de melhor treinador da Libertadores de 2017. A homenagem foi realizada no Paraguai, após treino do Grêmio na véspera do jogo contra o Libertad-PAR. O técnico do time gremista aproveitou a cerimônia para brincar de novo com as recentes conquistas do clube.

Ídolo gremista, Portaluppi foi o primeiro brasileiro a ganhar a Libertadores como jogador, em 1983, e treinador, no final do ano retrasado.

"Eu tô quebrando a cabeça aqui, lá em casa não tem mais espaço (para guardar títulos)", disse Renato depois de receber o troféu. "Vou achar um lugarzinho para botar mais esse troféu especial".

Durante a cerimônia, no gramado anexo à sede da Conmebol, a entidade pediu desculpas a Renato Gaúcho pela demora da entrega do prêmio individual. Alejandro Domínguez, presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol, foi quem tocou o protocolo debaixo de chuva.

"Peço desculpas pelo tempo (demora), mas nunca é tarde. Você merece por tudo que fez e faz em sua carreira", disse o dirigente da Conmebol.

Além do troféu, Renato Portaluppi também ganhou um carro como prêmio. A honraria foi concedida logo depois da final contra o Lanús, mas ainda não havia sido entregue totalmente.

O Grêmio está no Paraguai para jogar a quinta rodada do grupo H da Libertadores. Com quatro pontos, o time gaúcho precisa vencer o Libertad para seguir dependendo apenas de si atrás de vaga nas oitavas de final.

Libertad-PAR e Grêmio se enfrentam nesta terça-feira (23), às 19h15 (Brasília), no estádio Defensores Del Chaco.

Mais Futebol