Topo

Flamengo

Saiba o que o Flamengo precisa para avançar às oitavas da Libertadores

MARCELO DE JESUS/RAW IMAGE/ESTADÃO CONTEÚDO
Gabigol foi um das principais contratações do Flamengo para a temporada Imagem: MARCELO DE JESUS/RAW IMAGE/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

2019-04-25T14:54:15

25/04/2019 14h54

A derrota para a LDU, do Equador, ontem (24), não tirou a liderança do Grupo D do Flamengo, mas deixou a classificação às oitavas da Libertadores ameaçada. Com o resultado em Quito, a equipe rubro-negra vai a Montividéu, encarar o Peñarol, tendo de evitar a qualquer custo a derrota para não ser eliminada.

Atualmente, o Flamengo está com nove pontos, mesmo número de pontos do Peñarol, segundo colocado no grupo, e dois a mais que a LDU, que tem sete. San José, da Bolívia, tem quatro e é o lanterna, sem chances de classificação.

Desta forma, para avançar, a equipe rubro-negra joga por dois resultados: empate e vitória, uma vez que o primeiro critério de desempate é o saldo de gols.

Em caso de vitória, o Flamengo chegaria a 12 pontos e segundo colocado ficaria entre Peñarol e LDU, dependendo do que acontecer em Quito. Neste cenário, vitória da LDU, passam Fla e LDU. Empate ou derrota da LDU em Quito, se classificam Fla e Peñarol.

No caso do empate, Flamengo e Peñarol chegariam a 10 pontos, mas a equipe de Abel Braga terminaria à frente por conta do saldo de gols (hoje, 6 contra 2). Neste contexto, caso a LDU ganhe por um placar que consiga tirar a diferença de saldo para o Peñarol, se classifica com o Fla. Caso contrário, passam os brasileiros e uruguaios.

Em caso de triunfo do Peñarol e da LDU, o Flamengo está eliminado, pois ficaria com nove pontos, enquanto os uruguaios iriam a 12 e os equatorianos a 10.

A conjuntura é parecida com a que aconteceu com o Rubro-Negro em 2017, mas não de boas lembranças. Naquela edição, o time comandado por Zé Ricardo chegou à última rodada também com nove pontos, tendo de enfrentar o San Lorenzo, da Argentina, fora de casa. Assim como agora, à época, o Flamengo também podia empatar para garantir a vaga na próxima fase, caso o Athletico-PR não derrotasse a Universidad Catolica, do Chile. Porém, o time do Rio de Janeiro sofreu a virada aos 47 do segundo tempo e o Furacão venceu, deixando o Flamengo fora da fase mata-mata.