Topo

Flamengo

Flamengo pressionado se prepara para rever 'pedra no sapato' Cruzeiro

Paulo Fonseca/EFE
Diego é marcado por Barcos e Arrascaeta, hoje companheiro no Flamengo Imagem: Paulo Fonseca/EFE

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

2019-04-26T04:00:00

26/04/2019 04h00

A derrota para a LDU, do Equador, fez com que o Flamengo colocasse em risco a classificação às oitavas da Libertadores e aumentasse a pressão por um bom resultado na estreia no Campeonato Brasileiro, neste sábado, no Maracanã. Porém, pela frente, justamente um adversário que tem sido uma "pedra no sapato" do rubro-negro nos últimos anos: o Cruzeiro.

Em campo, a rivalidade entre os clubes se acirrou nas últimas temporadas. Em 2017, a equipe mineira bateu o Flamengo na final da Copa do Brasil de 2017, em final que ficou marcada pelo fato de o goleiro Muralha ter escolhido o mesmo lado em todas as cobranças na disputa de pênaltis. No ano passado, o Cruzeiro eliminou o time rubro-negro nas oitavas de final da Libertadores.

No início deste ano, a disputa saiu das quatro linhas e foi para os bastidores, quando o Flamengo foi buscar Arrascaeta, um dos grandes nomes do elenco celeste. A "novela" teve negativa à oferta rubro-negra, acusação a empresário, ausência do jogador em treinos e troca de farpas entre dirigentes, mas, desta vez, final feliz para os cariocas, que conseguiram acertar com o uruguaio na transação que se tornou a maior da história do Fla (R$ 64 milhões).

Há pouco mais de um mês, o vice de futebol do Cruzeiro, Itair Machado voltou a cutucar o Flamengo sobre a negociação, afirmando que os valores pagos pelo Rubro-Negro foram muito bons diante do apresentado por Arrascaeta.

"Considero (um chapéu), até porque em termos de produtividade ao longo da competição, eu sabia que o Marquinhos Gabriel poderia ter esses números. O Arrascaeta é muito bom jogador, faz gols em partidas decisivas, mas sua produtividade anual, em alguns jogos, ele dá uma sumida no jogo. Por isso eu achei o valor pago até muito bom", disse Itair.

Voltando a campo, quando o assunto são as duas últimas edições do Campeonato Brasileiro, porém, melhor para o Flamengo, que tem três vitórias - duas no ano passado - contra apenas uma do adversário deste sábado.

Agora, os times se reencontram na estreia no Brasileiro e, novamente, em meio a uma disputa da Libertadores. O Cruzeiro já está classificado na competição sul-americana, mas pode usar força máxima. Já o Flamengo, diante da viagem para encarar a LDU e desgaste do elenco, ainda não definiu qual estratégia vai utilizar.