Topo

Brasileirão - 2019


VAR frustra Fluminense, e Goiás vence com gol de falta no fim do jogo

Siga o UOL Esporte no

Do UOL, no Rio de Janeiro

2019-04-28T21:27:19

28/04/2019 21h27

As fortes chuvas no Rio de Janeiro, o Goiás e o árbitro de vídeo pararam o Fluminense na estreia do Campeonato Brasileiro. Com a VAR anulando o gol anotado por Everaldo, o time comandado por Fernando Diniz acabou derrotado diante do torcedor no estádio do Maracanã. Rafael Vaz marcou de falta aos 45min da etapa final, e o clube esmeraldino venceu por 1 a 0 no retorno à elite do futebol brasileiro.

Embora tenha permanecido mais com a bola e até balançado as redes rivais, o Fluminense sofreu com a eficiente bola parada goiana. Rafael Vaz cobrou falta rasteira, firme e deu a vitória ao Goiás quase nos acréscimos. A equipe carioca ainda tentou o empate na base da pressão, mas o sistema defensivo do time de Claudinei de Oliveira sustentou a importante vitória.

Passado o tumultuado duelo de hoje, Fluminense e Goiás retornam a campo neste meio de semana. Na quinta-feira, às 19h15 (de Brasília), o time tricolor encara o Santos, que venceu o Grêmio pela manhã, na Vila Belmiro. Os goianos retornam às atividades na quarta-feira, às 21h30, diante do São Paulo, no Serra Dourada.

Quem foi bem: Rafael Vaz

O zagueiro decidiu o jogo para o Goiás. Uma cobrança de falta precisa surpreendeu a barreira do Fluminense, que saltou para proteger o ângulo, e sentenciou a importante vitória para um Goiás que retorna à Série A.

Quem foi mal: Luciano

A referência ofensiva do Fluminense saiu do Maracanã com um pênalti perdido e a "culpa" pela anulação do gol de Everaldo. Luciano viveu uma noite ruim e se mostrou um dos atletas com maior dificuldade diante do gramado encharcado.

Fluminense chega a mais de 80% de posse de bola

Conhecido por valorizar a posse de bola, o Fluminense do técnico Fernando Diniz chegou a superar os 80% de posse de bola no primeiro tempo. Em determinando momento, inclusive, o Tricolor sustentou 86% de posse contra apenas 14% do Goiás. Faltava, no entanto, uma chegada consistente para abrir o placar, algo que o adversário conseguiu antes.

Goiás não marca por muito pouco

Jotta de Mattos/AGIF
Goiás levou perigo para o Fluminense durante o primeiro tempo Imagem: Jotta de Mattos/AGIF

Com a proposta clara de entregar a bola ao Fluminense e sair nos contra-ataques, o Goiás dependia de espaços para ameaçar. E conseguiu. Aos 20min, Nino desviou o cruzamento e Barcia bateu cruzado, de primeira, para fora. Um susto enorme na torcida tricolor presente ao Maracanã, que já tinha respirado fundo antes em uma saída providencial do goleiro Rodolfo nos pés de Michael.

VAR demorado para o Flu; Gol anulado para o Goiás

O primeiro tempo ainda teve dois lances confusos. Bruno Silva pediu pênalti, que foi analisado pelo VAR após marcação equivocada de impedimento. Com muita demora, o árbitro Dewson Freitas deu bola ao chão. Já Leandro Barcia fez um gol para o Goiás, anulado antes mesmo da revisão pela arbitragem. O longo tempo das análises chamou atenção e promoveu vaias dos torcedores.

E novo VAR dá pênalti ao Fluminense, mas apagão atrasa cobrança por 26min

Thiago Ribeiro/AGIF
Apagão atrapalhou o duelo entre Fluminense x Goiás Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Na reta final do primeiro tempo, o árbitro interrompeu o jogo para analisar um lance solicitado pela equipe de vídeo. Nele, foi visto que Yago cortou a bola com a mão na disputa com Yony. O pênalti foi assinalado. Na hora da cobrança, aos 47min, a iluminação do Maracanã caiu. Houve tentativa com os geradores, mas não foi possível retomar o jogo. Demorou 26min até que Luciano pudesse executar o pênalti. O goleiro Tadeu levou a melhor e defendeu. A partir daí, a chuva foi o destaque até o encerramento da primeira etapa.

Chuva forte prejudica

Thiago Ribeiro/AGIF
Chuva atrapalhou as duas equipes no segundo tempo; forte temporal atingiu o Maracanã neste domingo Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

A forte chuva que atingiu o Rio de Janeiro atrapalhou o início do segundo tempo. Durante os primeiros 15min, Fluminense e Goiás enfrentaram dificuldades para conseguir impor um jogo de toque de bola. O enorme volume de água pesou para a drenagem do Maracanã, que se mostrou eficiente e melhorou a qualidade do piso de jogo na parte final do duelo.

VAR frustra o Flu

O Maracanã, por alguns instantes, vibrou. Aos 26min, Everaldo recebeu na ponta esquerda, cortou para o meio e chutou firme de fora da área para abrir o placar. O momento de festa, contudo, terminou nem dois minutos depois. A arbitragem consultou novamente o VAR e anulou o lance, alegando impedimento de Luciano por atrapalhar a visão do goleiro do Goiás.

Ex-Vasco e Fla decide para o Goiás

Jogador com passagens por Vasco e Flamengo, Rafael Vaz decretou a primeira vitória do Goiás neste retorno à Série A. Em contra-ataque, estratégia explorada pelos visitantes durante boa parte do duelo, a arbitragem marcou falta e permitiu uma rara chance aos goianos. O defensor cobrou a falta com precisão, rasteira, e assegurou os três pontos.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 0 X 1 GOIÁS

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Dewson Freitas (FIFA)
Auxiliares: Eduardo Gonçalves (MS) e Hélcio Araújo Neves (PA)
Cartões amarelos: Matheus Ferraz, Luciano e Everaldo (Fluminense); Leo Sena e Yago (Goiás)

Gols:
GOIÁS: Rafael Vaz, aos 45min do 2º tempo

Fluminense: Rodolfo; Gilberto, Matheus Ferraz, Nino (João Pedro) e Caio Henrique; Airton (Pedro), Bruno Silva (Leo Arthur) e Allan; Everaldo, Luciano e Yony
Técnico: Fernando Diniz

Goiás: Tadeu; Kevin, Yago, David Duarte (Rafael Vaz) e Jefferson; Geovane, Léo Sena e Giovanni Augusto (Renatinho); Michael (Marcinho), Kayke e Leandro Barcia
Técnico: Claudinei Oliveira.