Topo

Brasileirão - 2019


Em casa, Botafogo vira sobre o Bahia e vence a primeira no Brasileiro

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

02/05/2019 21h59

O Botafogo afastou o fantasma de 2018 e, de virada, bateu o Bahia por 3 a 2, no Nilton Santos, na noite de hoje (2), conquistando a primeira vitória nesta edição do Campeonato Brasileiro. Arthur Caíke abriu o placar logo no início, mas Erick, João Paulo e Cícero garantiram os três pontos para o time alvinegro - Ernando ainda descontou para os visitantes. O último triunfo do Glorioso tinha sido em 21 de março, ainda no Carioca, quando bateu a Portuguesa por 4 a 1.

No ano passado, o Tricolor baiano havia eliminado o Alvinegro da Sul-Americana no Nilton Santos, nos pênaltis, e, depois, no segundo turno do Brasileiro, venceu por 1 a 0.

Na próxima rodada, o Botafogo recebe o Fortaleza, enquanto o Bahia encara o Avaí, em casa. Ambos os confrontos estão marcados para domingo.

Foi bem: Cícero "polivalente"

Com um gol, uma assistência e boa atuação, Cícero foi o melhor em campo. Experiente, ele ajudou na transição da equipe alvinegra, deu o passe para Erik empatar o confronto e ainda balançou a rede, fazendo o terceiro dos mandantes, gol que trouxe mais tranquilidade para os comandados de Eduardo Barroca.

Foi mal: Fernandão sumido

Esperança de gols do Bahia, o atacante Fernandão não esteve em uma boa noite. Não conseguiu se impor nas jogadas ofensivas e apareceu mais reclamando com a arbitragem do que com a bola no pé.

Mudanças na equipe

Tanto Botafogo quanto o Bahia entraram em campo com mudanças no time titular. Pelo lado alvinegro, o técnico Eduardo Barroca pôde contar com o retorno de Diego Souza, enquanto, pelo lado do Tricolor baiano, Roger teve a volta do goleiro Douglas. Os dois estavam entregues ao departamento médico.

Gol no começo

Mesmo na condição de visitante, o Bahia começou partindo para cima e chegou cedo ao gol. Logo aos cinco minutos, Arthur Caíke aproveitou jogada pela direita e, sem marcação, completou, de carrinho, para o fundo da rede.

Estratégias diferentes e críticas da arquibancada

Com o gol, o Bahia recuou e passou a apostar nas saídas em contra-ataques, tendo, inclusive, a chance de ampliar a vantagem. Já o Botafogo tinha mais a posse de bola e jogava no campo ofensivo, mas não conseguia furar o bloqueio adversário, o que gerou vaias dos alvinegros presentes ao Nilton Santos.

Virada de chave e embalo

A equipe comandada por Eduardo Barroca, quando começou a explorar mais as alas, melhorou e levou perigo ao adversário. Não demorou para que as chances se transformassem em gols. Primeiramente, Erik - artilheiro do Glorioso no ano, com oito gols -, aproveitando assistência de Cícero, empatou. Apenas quatro minutos depois, João Paulo fez o da virada.

Após sofrer a virada, o Bahia praticamente parou e o Botafogo aproveitou. Já nos acréscimos da etapa inicial, Cícero recebeu na em velocidade, colocou na frente e bateu forte para fazer o terceiro.

Mudança de panorama

Com a vantagem no placar, o Botafogo voltou mais "relaxado" e recuado no segundo tempo. O Bahia, por sua vez, pressionava em busca de um gol que pudesse fazer a história do jogo mudar. Neste ritmo, o Tricolor conseguiu algumas oportunidades, sendo as duas mais claras nos pés do atacante Gilberto.

Gol e pressão

Leo Valencia, que entrou na vaga de Pimpão, quase fez o quarto do Botafogo, mas Lucas Fonseca salvou em cima da linha. Mas, do outro lado, o zagueiro Ernando aproveitou jogada pela direita e bateu para fazer o segundo do Bahia e incendiar o jogo. Os comandados de Roger Machado ainda correram para empatar e assustaram até o último minuto, mas não tiveram sucesso.

Vitória profissional

Campeão do Brasileiro sub-20 com o Botafogo, Barroca, que voltou a General Severiano após a demissão de Zé Ricardo, conquistou a primeira vitória com o elenco profissional do Alvinegro.

Homenagem a Beth Carvalho

A torcida do Botafogo fez uma homenagem a Beth Carvalho, que faleceu na última terça-feira. A torcida levou bandeiras com imagens da sambista vestindo a camisa do Alvinegro, clube do coração. No minuto de silêncio, um samba de autoria dela foi entoado nas arquibancadas.

Beth Carvalho nunca escondeu a paixão pelo Botafogo, e o clube abriu o salão nobre da sede para que o velório dela pudesse ser realizado.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 3 X 2 BAHIA

Data: 2/05/2019 (quinta-feira)
Local: estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Ábitro: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa/SP)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse e Anderson José de Moraes Coelho (ambos de SP)
Renda: R$ 148.599
Público: 6.509 pagantes / 7.568 presentes
Cartões amarelos: Rodrigo Pimpão (BOT)
Gols: Arthur Caíke, do Bahia, aos 5 minutos do primeiro tempo; Erick, do Botafogo, aos 29 minutos do primeiro tempo; João Paulo, do Botafogo, aos 31 minutos do primeiro tempo; Cícero, do Botafogo, aos 47 do primeiro tempo; Ernando, do Bahia, aos 38 minutos do segundo tempo.

BOTAFOGO:
Gatito, Marcinho, Carli, Gabriel e Gilson, Bochecha, Cícero (Luiz Fernando) e João Paulo; Erick (Alex Santana), Rodrigo Pimpão (Valencia) e Diego Souza.
Técnico: Eduardo Barroca

BAHIA:
Douglas; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca e Moisés; Gregore e Elton; Artur, Ramires (Rogério) e Arthur Caíke (Shaylon); Fernandão (Gilberto).
Técnico: Roger Machado.