Topo

Futebol


Cruzeiro joga para o gasto, mas vence o Goiás e chega aos seis pontos

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

2019-05-05T17:51:28

05/05/2019 17h51

Depois de vencer o Ceará no meio de semana, o Cruzeiro conseguiu fazer seu dever de casa mais uma vez e triunfou por 2 a 1 contra o Goiás, na tarde de hoje, no Mineirão. O time celeste não fez uma partida para encher os olhos e ainda esbarrou na competência do sistema defensivo esmeraldino, mas conseguiu construir a vitória no segundo tempo.

Todos os gols saíram na etapa final. Dedé abriu o placar para os mineiros, mas Michael empatou minutos mais tarde. Insatisfeito com o resultado, o Cruzeiro continuou em cima e foi coroado com o gol de Rodriguinho a menos de dez minutos para o fim. Com o resultado, a equipe celeste foi aos seis pontos e dá um salto na tabela do Brasileirão. Já o time esmeraldino termina sua segunda partida sem pontuar, e permanece com três.

Alguns lances bonitos, mas... primeiro tempo não empolga

Apesar de movimentado, com alguns lances plásticos e boas trocas de passes, a primeira etapa não empolgou. Mesmo com algumas peças novas, o Cruzeiro mostrou entrosamento, explorando muito os lados, mas criando bem menos do que pode, e entrando pouco na área. A bicicleta de Fred na entrada da área foi o que aconteceu de mais bonito. Parte dessa ineficiência aconteceu porque o Goiás teve méritos ao defender. Os visitantes não deixaram de agredir, mas também não conseguiram encaixar um contra-ataque suficientemente capaz de ser letal à meta de Fábio. No melhor deles, o chute de Michael levou muito perigo, mas o atacante já estava em posição de impedimento.

Thiago Neves cai na zoeira e pede VAR em escanteio

Presente no banco de reservas do Mineirão, Thiago Neves não deixou a zoeira de lado e tirou gargalhadas dos seus companheiros. Em um lance que os jogadores do Cruzeiro pediram escanteio e os visitantes solicitaram o tiro de meta, o camisa 10 da Raposa entrou na onda de pedir o VAR a qualquer momento e propôs aos companheiros uma pausa na partida para que a equipe de vídeo analisasse se a marcação estava correta.

Cruzeiro repete último jogo e volta mais pilhado

Aconteceu contra o Ceará e se repetiu hoje, diante do Goiás. Depois de uma primeira etapa sem emoções, o Cruzeiro voltou com uma pegada diferente e novamente abriu o placar antes dos primeiros cinco minutos. Aos três, Pedro Rocha encontrou Dedé, que subiu mais alto que a zaga e foi fatal na cabeçada. Na comemoração do gol, colocou a bola debaixo da camisa e homenageou à futura filha que chegará em breve. Depois disso, a Raposa passou de marcha e imprimiu um ritmo mais acelerado, mas só não marcou porque parou em duas boas defesas do goleiro Tadeu.

Ex-atleticano faz boa jogada e Goiás empata rápido

Vaiado em alguns momentos devido ao passado no rival Atlético-MG, o meia Giovanni Augusto foi o responsável pela criação do Goiás. Quando a partida parecia caminhar para o domínio do Cruzeiro, foi dele a jogada que esfriou os ânimos dos mandantes. O meia passou por três jogadores e cruzou na área. Fábio fez ótima defesa na batida de Leandro Barcia, mas Michael não desistiu da jogada e conseguiu mandar para as redes no rebote. Tudo igual no Mineirão.

Dupla sonhada pelo torcedor joga junto, e Cruzeiro chega ao segundo gol

Ainda não começaram jogando, mas Thiago Neves e Rodriguinho tiveram a oportunidade de atuar juntos a partir dos 22 minutos do segundo tempo. A intenção de Mano é de escalá-los no time titular, mas o treinador ainda estuda questões táticas sobre como armar a equipe. Dessa vez, Rodriguinho permaneceu centralizado, enquanto Thiago caiu pelo lado direito, auxiliando mais na marcação. Mas foi da esquerda que Egídio achou um bom cruzamento para Rodriguinho testar com veneno e superar Tadeu, marcando o gol da vitória celeste. 2 a 1 placar final.

CRUZEIRO 2 x 1 GOIÁS

Motivo: 3ª rodada do Brasileirão
Data/Hora: 05/05/2019, às 16h (de Brasília)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Assistente: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Silbert Faria Sisquim (RJ)
Árbitro de Vídeo: Paulo Roberto Alves Junior (PR)
GOLS: Dedé, 3'2ºT (1-0), Michael, 11'2ºT (1-1); Rodriguinho, 35'2ºT (2-1)
Cartões amarelos: Rodriguinho (CRU), Giovanni Augusto, Yago Rocha (GOI)
Cartão vermelho: Giovanni Augusto (GOI)
Público/Renda: 15.259 pagantes/19.735 presentes/R$214.018,50.

CRUZEIRO: Fábio; Orejuela (Jadson, 29'2ºT), Dedé, Léo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Robinho (Thiago Neves, 22'2ºT), Rodriguinho e Pedro Rocha (David, 22'2ºT); Fred. Técnico: Mano Menezes.

GOIÁS: Tadeu; Daniel Guedes, David Duarte, Yago e Jeferson; Geovane, Léo Sena; Giovanni Augusto (Renatinho, 28'2ºT), Michael, Leandro Barcia (Marlone, 28'2ºT); Kayke (Júnior Brandão, 38'2ºT). Técnico: Claudinei Oliveira.

Errata: o texto foi atualizado
Foi informado incorretamente que o jogo terminou 2 a 1 para o Goiás. O placar correto é de 2 a 1 para o Cruzeiro. Também foi informado que Giovanni Augusto seria jogador do Cruzeiro. Ele é do Goiás.
ESPN e Ei PLus

Assista a todos os jogos e programas de ESPN e El Plus sem TV a cabo.

Mais Futebol