Topo

Esporte


Flamengo segura Corinthians na Arena e vence com gol de Willian Arão

Arthur Sandes e Flávio Latif

Do UOL, em São Paulo

2019-05-15T23:23:48

15/05/2019 23h23

O Flamengo foi melhor do que o Corinthians nos detalhes na noite de hoje, na Arena em Itaquera, e saiu com a vitória por 1 a 0. No jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, o Rubro-Negro esfriou o Timão, calculou bem os riscos que correu e contou com belo gol de cabeça de Willian Arão, aos 33min do segundo tempo.

A vitória fora de casa dá ao Rubro-Negro a vantagem do empate para o duelo de volta, marcado para o dia 4 de junho, no Maracanã. Caso o Corinthians vença por diferença de um gol, a decisão vai para os pênaltis - não há critério de gol qualificado fora de casa. Antes do reencontro, os times voltam a campo pelo Brasileirão: o Flamengo pega o Atlético-MG no sábado (18), e o Corinthians enfrenta o Athletico no domingo (19).

Foi bem: Arão faz jogo sólido e mostra estrela

A atuação do camisa 5 foi de certa forma discreta, mas suficiente para não deixar espaços na frente da área flamenguista. Muito seguro na marcação e nos passes, Willian Arão ainda apareceu como surpresa na área para fazer o gol decisivo.

Foi mal: Mateus Vital não funciona e acaba anulado

Marcello Zambrana/AGIF
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
O duelo pelo lado direito do Corinthians foi dominado pelo flamenguista Renê. O Alvinegro usou pouco aquele lado do campo e, quando tentou, não conseguiu criar muita coisa nem com Vital nem com Fagner. Do meia esperava-se maior presença na área e jogadas individuais, mas faltou iniciativa. Não à toa acabou trocado por Pedrinho no segundo tempo.

Corinthians equilibra sem pressionar

A proposta de jogo do Alvinegro ficou clara com poucos minutos, com prioridade à marcação. Com a bola no pé o Corinthians mostrou as mesmas dificuldades de sempre neste ano, mas só a solidez defensiva foi suficiente para equilibrar um confronto que, de outro modo, seria favorável demais ao Flamengo. O jogo morno só melhorou no segundo tempo, mas aí o adversário respondeu com o gol.

Flamengo se satisfaz com jogo confortável

Em momento algum os visitantes resolveram pressionar o Corinthians na Arena. Passou uma hora inteira sem sofrer sustos e só teve que ajustar a marcação após Pedrinho e Jadson darem maior poder de armação ao time da casa. De modo geral foi uma atuação confortável do Rubro-Negro, que calculou bem os riscos do jogo.

Carille tenta surpreender escalando um só volante

Marcello Zambrana/AGIF
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
Quando todo mundo esperava Ramiro ou Júnior Urso no Timão titular, o treinador optou por deixar Ralf sozinho na contenção para ter dois meias: Sornoza e Mateus Vital; além de três atacantes, Clayson, Vagner Love e Boselli. A formação pegou o Flamengo de surpresa nos primeiros minutos, mas o time carioca logo se adaptou e tomou o controle do jogo. A ausência de um segundo volante não gerou tantos problemas ao Corinthians ao longo da partida, mas fez falta quando o flamenguista Willian Arão aproveitou buraco na frente da área para abrir o placar.

Time de Abel Braga teve a bola, mas não foi incisiva

O Flamengo entrou em campo sem surpresas e assim se manteve. Respondeu bem à formação inesperada do Corinthians e teve a bola meio que por força do hábito, mas faltou ser mais incisivo e criar em maior quantidade e qualidade. O gol de Arão saiu mais pelo vacilo da zaga corintiana do que uma pressão excessiva do time rubro-negro.

Flamengo assusta Cássio duas vezes

O Corinthians começou tentando pressionar, mas foi o Flamengo quem pensou melhor seus ataques no primeiro tempo. A primeira chance aconteceu aos 12 minutos, quando Léo Duarte cabeceou com muito perigoso e quase abriu o placar após cruzamento da esquerda (assista acima). Aos 29 a marcação alvinegra vacilou dentro da área e permitiu que Éverton Ribeiro desse dois dribles antes de chutar para defesa de Cássio.

Corinthians se recolhe e espera o intervalo

A esta altura, os cariocas controlavam a bola (62% no primeiro tempo) e colocavam o Alvinegro sob certo risco, ainda que a única finalização a gol tenha sido aquela de Éverton Ribeiro. Não houve controle absoluto, longe disso, mas o Flamengo cercou a área adversária, foi melhor por alguns detalhes e obrigou o Corinthians a apenas reagir.

Jogo pega fogo no segundo tempo

Se o confronto tinha pouca emoção até então, uma sequência de ataques de ambos os times jogou a temperatura lá em cima no segundo tempo. Danilo Avelar teve duas chances, exigindo a primeira defesa de Diego Alves na partida aos 20 minutos; segundos depois Bruno Henrique só não colocou o Flamengo na frente por detalhe após cruzamento perigoso de Pará.

Corinthians cresce, e Flamengo responde com gol

O time da casa passou a ter mais qualidade com Pedrinho e Jadson nas vagas de Mateus Vital e Boselli. Mais organizado, conseguiu envolver o Flamengo e quase abriu o placar duas vezes - com Vagner Love, depois Jadson. Os cariocas não perderam tempo e responderam com Renê e Bruno Henrique. No momento em que o jogo estava mais aberto, Bruno Henrique achou cruzamento excelente para Willian Arão entrar sozinho na área e cabecear com consciência para fazer 1 a 0. Daí em diante, o Alvinegro se desesperou e não conseguiu buscar o empate.

Deu pane: Elevador "prende" delegação do Flamengo

Antes do jogo, um dos elevadores do prédio oeste da Arena Corinthians sofreu uma pane e deixou dirigentes e funcionários do Rubro-Negro presos por mais de 20 minutos. O problema foi resolvido por funcionários do estádio, que abriram a porta à força.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 0 x 1 FLAMENGO

Data: 15/05/2019
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (BRA)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Público: 30.693 total
Renda: R$ 2.010.205,00
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Guilherme Camilo (MG) e Rafael Alves (RS)
Cartões Amarelos: Henrique (COR) e Clayson (COR); Éverton Ribeiro (FLA)
Cartão Vermelho: não houve

Gol: Willian Arão, aos 33 minutos do segundo tempo

Corinthians: Cássio; Fagner, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Sornoza (Júnior Urso), Mateus Vital (Pedrinho), Vagner Love, Boselli (Jadson) e Clayson. Treinador: Fábio Carille.

Flamengo: Diego Alves; Pará, Rodrigo Caio, Léo Duarte e Renê; Cuéllar, Willian Arão e Arrascaeta (Diego); Everton Ribeiro (Lincoln), Bruno Henrique e Gabigol (Vitinho). Treinador: Abel Braga.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do publicado, o segundo time escalado é o Flamengo, não o Corinthians. O erro foi corrigido.
ESPN e Ei PLus

Assista a todos os jogos e programas de ESPN e El Plus sem TV a cabo.

Mais Esporte