Topo

Futebol


Após reportagem, zagueiro de ocupação recebe promessa de contrato e doações

Simon Plestenjak/UOL
Manuel Messias "Merece", 27 anos, jogador de futebol e morador da ocupação Esperança, em Osasco-SP Imagem: Simon Plestenjak/UOL

Adriano Wilkson

Do UOL, em São Paulo

2019-05-17T04:00:00

17/05/2019 04h00

O Penapolense decidiu oferecer um pré-contrato ao zagueiro Manuel Messias, conhecido como "Merece", que está desempregado em Osasco (SP), na região metropolitana de São Paulo. A história do atleta foi contada em reportagem no UOL Esporte ontem (15) e comoveu torcedores do clube em Penápolis, a 470 km da capital. De acordo com Nilson Moreira, presidente do conselho deliberativo do Penapolense, ninguém na cidade conhecia a situação de Merece, que ajudou a equipe a escapar do rebaixamento na série A2 do Paulista e vive com a família em um barraco da ocupação Esperança.

Nilson, que já foi presidente do clube e pretende se candidatar novamente, prometeu oferecer ao jogador um pré-contrato para a disputada da A2 de 2020, já que o Penapolense não disputará mais torneios em 2019. O cartola se disse sensibilizado com a situação do zagueiro e também prometeu uma ajuda de custo de mil reais mensais para que Merece sustente sua família.

"É um rapaz muito bom e humilde, e na cidade não conhecíamos a realidade dele", afirmou Moreira, que foi responsável pela contratação do jogador e pagou metade de seu salário dele - a outra metade ele promete pagar em junho.

Logo após a publicação da reportagem, torcedores do Penapolense se mobilizaram para ajudar o zagueiro, considerado por eles um dos principais responsáveis pela manutenção do time na A2. Duas torcidas organizadas, a Fanáticos e a Jovem, pretendem fazer uma partida beneficente para arrecadar mantimentos e dinheiro para Merece.

Simon Plestenjak/UOL
Imagem: Simon Plestenjak/UOL

"Ele era o jogador que estava dando a vida pelo time, dava carrinho, fazia falta, fazia de tudo pra não tomar gol, beijava o escudo e era o primeiro a cumprimentar a torcida", afirmou o torcedor Maicon Costa, de 26 anos.

Maicon também se disse comovido ao saber da situação habitacional do zagueiro, que divide um barraco de um cômodo na ocupação Esperança com os quatro filhos e a esposa. "O que mais me tocou foi a casa dele, ver ele com os filhos dele... Eu tenho quatro filhos e tive muita dificuldade pra cuidar deles", disse o torcedor, que é dono de uma empresa de calçados em Penápolis. Ele prometeu doar três pares de calçados para cada filho do zagueiro.

Uma leitora que mora nos Estados Unidos entrou em contato com a reportagem pedindo os dados bancários do atleta para fazer uma doação.

Ao ser procurado para comentar a repercussão da publicação de sua história, o zagueiro Manuel Merece se disse muito agradecido. "Espero que mais portas se abram em minha vida", afirmou ele, que passou a tarde em obra de reforma em sua casa. Ele manifestou interesse em seguir com a carreira no futebol.

Mais Futebol