Topo

Esporte


City goleia Watford com dois de Jesus e conquista tríplice coroa inédita

David Klein/Reuters
Gabriel Jesus se destacou na decisão e foi decisivo para mais um título do Manchester City Imagem: David Klein/Reuters

Do UOL, em São Paulo (SP)

2019-05-18T14:53:53

18/05/2019 14h53

A tríplice coroa da Inglaterra é do Manchester City. O time comandado por Pep Guardiola venceu o Watford por 6 a 0 na tarde de hoje, em Wembley, conquistou o título da Copa da Inglaterra e se tornou o primeiro clube a conquistar os três títulos nacionais da temporada, já que foi campeão do Inglês e da Copa da Liga Inglesa.

O último título no City na Copa da Inglaterra havia sido em 2011, com Roberto Mancini. A conquista de hoje também é pessoal para Guardiola, que venceu o torneio pela primeira vez.

Os gols foram marcados por David Silva, De Bruyne, Sterling (duas vezes) e Gabriel Jesus - que aproveitou a oportunidade como titular no lugar de Aguëro, marcou duas vezes e deu uma assistência. Já o Watford, que não ia à final da Copa da Inglaterra desde 1984, adiou mais uma vez a conquista do título inédito.

Agora, o elenco terá merecidas férias. O próximo jogo do City será apenas no dia 17 de julho, contra o West Ham, pelo torneio de exibição Premier League Asia Trophy.

O melhor: Gabriel Jesus

John Sibley/Reuters
Alô, mãe: Gabriel Jesus teve uma das grandes atuações da temporada nesta decisão Imagem: John Sibley/Reuters

Convocado por Tite para a Copa América, o brasileiro aproveitou a chance dada por Guardiola em seu 100º jogo com a camisa do City. E não foram só os gols: obrigou Gomes a fazer duas defesas, mostrou habilidade e disposição para construir jogadas perigosas, e marcou o seu após belo passe de David Silva. Poderia ter feito mais um, mas acabou flagrado em posição de impedimento. Ainda deu assistência para De Bruyne.

O pior: Holebas

A maioria das jogadas de perigo do City no primeiro tempo saíram pelo lado direito do ataque, onde Holebas não conseguia parar as investidas de Mahrez. Os zagueiros Cathcart e Mariappa também sofreram para ganhar as bolas pelo alto.

David Silva interrompe "seca" de 27 jogos

O meio-campista voltou a marcar após um jejum de 27 partidas. Seu último gol havia sido em 30 de dezembro, contra o Southampton. Hoje, além do gol, deu assistência para o primeiro gol de Gabriel Jesus.

Manchester domina posse e cria mais chances

O time de Guardiola dominou as ações e a posse de bola, criando volume de jogo e boas chances. A primeira saiu pelos pés de Gabriel Jesus, que parou no goleiro Gomes. Apesar da superioridade, contudo, o time teve paciência para rodar a bola até achar boas oportunidades, a maioria delas nas bolas aéreas.

Watford aposta em contra-ataques, sem sucesso

A melhor chance do Watford foi ainda no primeiro tempo, quando Pereyra aproveitou um contra-ataque e bateu à queima-roupa contra Ederson. O goleiro, que vive grande fase e também estará com Tite na Copa América, fez uma bela defesa com o pé. O time teve outra chance com Doucouré, mas não aproveitou, e passou a ser cada vez mais envolvido pelo ataque do City. Os jogadores pediram pênalti por possível toque de mão de Kompany, mas o juiz mandou seguir.

Pressão do City logo se converte em gols

Desde o início do jogo, o City criou mais chances, mas Gomes fez ao menos duas boas defesas no primeiro tempo. Porém, aos 25 minutos de jogo, David Silva abriu a casinha após bola enfiada por Bernardo Silva e escorada por Sterling. Ainda no primeiro tempo, Gabriel Jesus ampliou após cruzamento de Silva - Sterling tentou o último toque para "roubar" o gol do brasileiro, mas a bola já havia cruzado a linha.

Virou passeio!

Logo no início do segundo tempo, Jesus fez o segundo, mas foi flagrado em posição de impedimento. Mas mesmo à frente no placar, o time de Manchester continuou pressionando, até que, aos 18', Jesus avançou em velocidade e soltou a bola para De Bruyne, que driblou Gomes e deixou sua marca. Quatro minutos depois, Gabriel Jesus recebeu de volta o presente de De Bruyne, passou por Gomes e marcou o quarto do City no jogo.

Sterling, enfim, deixa suas marcas

Sterling, que havia tentado "roubar" o primeiro gol de Jesus, enfim, fez o dele: após mais um cruzamento de Bernardo Silva - que inclusive perdeu uma grande chance de deixar sua marca na goleada --, recebeu na área e mandou para o fundo das redes. Ele fez mais um aos 41 minutos do segundo tempo, e o City só não fez mais um porque Gomes fez grande defesa contra chute de Sané no final. Mesmo com a goleada, a torcida do Watford deu show em Wembley e cantou até o final. Uma bela festa para o futebol.

Pode ter sido o último jogo de Gomes

Pelo bom desempenho na Copa da Inglaterra, o veterano goleiro brasileiro Gomes foi titular do Watford no lugar de Ben Foster e fez algumas defesas importantes, mas pouco pode fazer diante da superioridade do ataque do City. Este pode, inclusive, ter sido seu último jogo como profissional: ele havia anunciado que esta seria sua última temporada, mas as boas atuações fizeram o clube propor uma renovação por um ano. As partes se reunião na próxima semana para negociar.

Príncipe William volta à final da FA Cup

A presença do membro da Família Real na final da Copa da Inglaterra é tradição, mas no ano passado, no duelo entre Chelsea e Manchester United, o Duque de Cambridge não pode participar. Isso porque o casamento de seu irmão, Príncipe Harry, com Meghan Markle foi marcado justamente no mesmo dia da partida. Hoje, esteve em campo antes do jogo e cumprimentou Pep Guardiola.

FICHA TÉCNICA:
MANCHESTER CITY 6 X 0 WATFORD

Hora e data: 18 de maio de 2019, sábado, às 13h (de Brasília)
Local: Wembley, em Londres
Motivo: Final da Copa da Inglaterra
Árbitro: Kevin Friend
Público: 85.854 torcedores
Cartões amarelos: Doucouré e Femenía
Cartões vermelhos: -

Gols: David Silva, aos 25', e Gabriel Jesus, aos 38' do primeiro tempo; De Bruyne, aos 15', e Jesus, aos 22', e Sterling, aos 35' e aos 41' do segundo tempo

CITY: Ederson; Walker, Kompany, Laporte e Zinchenko; Gundogan (Sané), David Silva (Stones), Mahrez (De Bruyne) e Bernardo Silva; Sterling e Gabriel Jesus. Técnico: Pep Guardiola

WATFORD: Gomes; Femenía, Cathcart, Mariappa e Holebas; Doucouré, Capoue, Hughes (Cleverley) e Pereyra (Success); Deulofeu (Gray) e Deeney. Técnico: Javi García

Mais Esporte