Topo

Cruzeiro

Itair se reúne com elenco, nega crise e isenta Mano por má fase do Cruzeiro

Vinnicius Silva/Cruzeiro
Vice-presidente de futebol, Itair Machado concedeu entrevista e falou sobre reunião para ligar o alerta no Cruzeiro Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

2019-05-21T17:35:23

21/05/2019 17h35

A reapresentação do Cruzeiro foi marcada por longa uma reunião entre a diretoria e os jogadores. Com mais de uma hora de atraso, o vice-presidente de futebol, Itair Machado, compareceu à sala de imprensa para falar sobre a situação da Raposa e rechaçar que a equipe esteja em crise. O dirigente também respondeu aos questionamentos sobre eventuais salários atrasados e a situação de Mano Menezes. O volante e capitão Henrique também representou o grupo.

Homem forte no futebol do Cruzeiro, Itair Machado reforçou que o encontro foi feito para fazer um alerta sobre o mau momento, mas negou qualquer tipo de problema interno, incluindo salários ou premiações atrasadas. Além disso, o dirigente falou que o clube não abandonou a meta de ser campeão brasileiro, e que não pensou em demitir Mano por causa da fase ruim.

"A palavra que eu usei foi de alerta, mostrando que eles possuem qualidade para dar mais, como mostraram no ano passado. A reunião foi construtiva, ainda não tivemos motivos para fazer um reunião com cobrança, para xingar e reclamar. Foi um alerta de que podemos entregar mais e que precisamos brigar pelo Brasileiro. Vamos brigar pelas três competições, não sei se vamos ganhar, mas vamos trabalhar muito para recuperar o bom futebol, não estamos escondendo que o futebol está ruim. É um problema que os jogadores e treinador irão resolver nessas semanas cheias de trabalho", comentou Itair.

O vice-presidente também foi questionado sobre o crédito de Mano Menezes no clube, e reforçou que o treinador seguirá na equipe e que a cúpula celeste não pensou em tirá-lo.

"Em momento algum eu pensei em tirar o Mano. Os jogadores sabem que a culpa é deles, é o time que está jogando mal. O importante é reconhecer que não estamos jogando bem, mas isso não é motivo para trocar o treinador. Vivemos isso em 2017, em 2018, mas continuamos confiantes", continuou.

Capitão fala em grupo fechado

O volante Henrique também comentou sobre a reunião com a diretoria, e falou sobre a importância de aproveitar a semana de trabalho para recolocar o time no caminho das vitórias.

"Sempre quando se tem verdade, eles são muito claros com a gente. O Itair chegou, esclareceu tudo e nos apoiou como o torcedor está fazendo lá fora. Ele cobra, mas apoia, é assim que os resultados chegam. Cobrança irá existir, mas quando há verdade, não tem o que temer", iniciou o volante, citando os torcedores que compareceram à Toca da Raposa e deixaram uma carta aos atletas.

"Não escondemos nada, sempre fui verdadeiro, leal na minha forma de conduzir as coisas. Tenho certeza que esse grupo também carrega esses sentimentos. O que criam fora do clube é para tentar desestabilizar o momento. Pessoas criam várias falas, mas você não vê os jogadores falando que aconteceram isso ou aquilo. Devemos satisfação ao torcedor, à instituição, estamos aqui para falar que estamos juntos, estamos nos cobrando mais a cada dia. Isso só vai acontecer com todos juntos, com o torcedor nos incentivando. E assim será, a partir dessa semana vamos trabalhar ainda mais para trazer as vitórias que virão logo em seguida", concluiu o volante.