Topo

Futebol


Athletico-PR vence River e sai na frente na decisão da Recopa Sul-Americana

Marco Ruben comemora após abrir o placar para o Athletico-PR contra o River Plate pela Recopa Sul-Americana - Gabriel Machado/AGIF
Marco Ruben comemora após abrir o placar para o Athletico-PR contra o River Plate pela Recopa Sul-Americana Imagem: Gabriel Machado/AGIF

Do UOL, em São Paulo

22/05/2019 23h28

O Athletico-PR soube fazer valer o mando de campo e saiu na frente na disputa da Recopa Sul-Americana contra o River Plate. Diante de seu torcedor na Arena da Baixada, o rubro-negro venceu por 1 a 0, com gol de Marco Ruben, e agora joga por um empate no Monumental de Nuñez, na próxima quinta-feira (30), às 21h30, para ser campeão.

O Athletico-PR poupou seus titulares na última rodada do Campeonato Brasileiro, quando acabou derrotado pelo Corinthians. Mas a estratégia pareceu dar certo, e a equipe comandada por Tiago Nunes, descansada, começou a partida pressionando bastante o River Plate.

Em menos de cinco minutos, Lucho González teve duas oportunidades para abrir o placar para o Athletico, mas ambas foram para fora. O argentino, inclusive, foi um dos destaques do time na primeira etapa ao lado de Bruno Guimarães.

Foi dos pés do volante que saiu o passe em profundidade para Renan Lodi na esquerda. O lateral cruzou para a área, Rony dominou e passou para Marco Ruben, que só completou para o fundo da rede para abrir o placar. O atacante argentino ainda teve a chance de ampliar antes do intervalo após cruzamento da esquerda, mas ele não alcançou a bola.

Após ter maior posse de bola na primeira etapa, a equipe de Tiago Nunes recuou um pouco na segunda etapa para aproveitar os espaços deixados pelo River, que passou a controlar o jogo na volta do intervalo. Contudo, a equipe argentina sofria para superar a forte marcação rubro-negra, e as principais chances de gol continuaram a ser do clube brasileiro.

O domínio do River não durou mais que 20 minutos, e logo o Athletico-PR voltou a ter o controle da partida. Em um rápido contra-ataque, o Furacão chegou com perigo em boa troca de passes. Renan Lodi recebeu a bola dentro da área e fuzilou a meta adversária, mas Armani fez boa intervenção para evitar o segundo gol rubro-negro.

Nikão teve duas boas oportunidades para ampliar o placar. Em ambas, o atleta teve a chance de cortar a bola da direita para o meio e finalizar de perna esquerda, mas os chutes passaram por cima do gol.

O árbitro ainda expulsou Milton Casco nos últimos dez minutos de jogo após conferir no VAR uma agressão do argentino contra Rony antes de uma cobrança de falta do Athletico-PR.

Tiago Nunes colocou o meia-atacante Thonny na vaga do volante Wellington após a expulsão de Casco para tentar aumentar a vantagem para o jogo de volta na Argentina, mas a estratégia não deu certo, e a partida acabou 1 a 0.

Mais Futebol