Topo

Fluminense

João Pedro "apaga" Everaldo e acirra concorrência por vaga no ataque do Flu

Sergio Moraes/Reuters
João Pedro comemora após marcar para o Fluminense contra o Atlético Nacional pela Sul-Americana Imagem: Sergio Moraes/Reuters

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

2019-05-24T09:26:00

24/05/2019 09h26

Com sete gols em 10 jogos, se tem uma coisa que o João Pedro já demonstrou saber é aproveitar oportunidade. O jovem atacante foi titular pela primeira vez no profissional diante do Atlético Nacional, ontem (24), pela segunda fase da Copa Sul-Americana e, logo de cara, balançou a rede três vezes no triunfo do Fluminense por 4 a 1, criando um novo cenário para o técnico Fernando Diniz.

As recentes boas atuações de João Pedro, inclusive, serviram para que os lamentos pelo adeus de Everaldo, que vinha sendo um dos destaques do Fluminense e se transferiu para o Corinthians, ficassem para trás. Com os gols diante do time colombiano, inclusive, ele passou a ex-companheiro na lista de artilharia da temporada, ficando atrás apenas de Yony, com 10, e Luciano, com 15, acirrando ainda mais a disputa por uma vaga no setor ofensivo que, contra o Bahia, contará com o retorno de Pedro.

"Pelo o que ele está produzindo hoje, não tem como dizer que não é titular. Futebol é complexo demais, então, contra o Bahia vamos ver. Ele certamente é um titular, mas eu vou pensar em como escalar os melhores do Fluminense para o próximo jogo", garante Diniz, que completou:

"O Pedro provavelmente vai estar em condições de atuar no domingo. Ele está muito melhor, e a previsão é de que ele jogue"

Mailson Santana/Fluminense
Imagem: Mailson Santana/Fluminense

Diante do Atlético Nacional, João Pedro mostrou versatilidade ao dar assistência para Luciano balançar a rede e abriu o leque de opções ao treinador, uma vez que não precisa, necessariamente, ser a referência do ataque.

Recentemente, o Fluminense ainda anunciou a chegada de dois jogadores para o setor: Kelvin, que tem passagens por Palmeiras, São Paulo e Vasco e estava no Porto, de Portugal, e o meia-atacante Guilherme, que estava no Bahia e chegou por empréstimo do Corinthians.

Lucas Merçon/FFC
Imagem: Lucas Merçon/FFC

Já negociado para o Watford, da Inglaterra - mesmo clube que tirou Richarlison do Fluminense, em negociação que girou em torno de R$ 46 milhões, em 2017 -, João Pedro demonstra pés no chão e fala em trabalho para conquistar a confiança do comandante tricolor.

"Com a ajuda de todos. Eles me falam para mim que é só o começo. Professor fala para eu continuar trabalhando. É manter os pés no chão. Para eu chegar no topo eu tenho que trabalhar bastante", avisou.