Topo

Seleção Brasileira


Promessa que encantou Mano e Tite é um dos "anônimos" na seleção

Gustavo Aleixo/Cruzeiro EC
Mauricio, meia do Cruzeiro, foi o último convocado por Tite para integrar treinos na Granja Comary Imagem: Gustavo Aleixo/Cruzeiro EC

Bruno Grossi, Enrico Bruno, Jeremias Werneck e Marinho Saldanha

Do UOL, em São Paulo, Belo Horizonte e Porto Alegre

2019-05-24T04:00:00

24/05/2019 04h00

Enquanto não recebe o elenco completo da seleção brasileira que vai disputar a Copa América, Tite monta os treinos com jovens promissores e anônimos na Granja Comary. São dez garotos que atuam como "sparrings" no dia a dia, que vão sentir a adrenalina de uma preparação importante com o time canarinho, mas que não entrarão em campo durante o torneio continental.

Nove desses meninos já se apresentaram ontem e treinaram com os astros Ederson, Filipe Luís, Casemiro, David Neres, Richarlison e Gabriel Jesus - Fernandinho ficou apenas na academia. Hoje, mais um novato vai se apresentar a Tite. Trata-se de Maurício, meia de 17 anos que há pouco tempo viu a vida mudar com a promoção ao elenco profissional do Cruzeiro, depois de começar a carreira no Desportivo Brasil.

Mauricio foi escolhido por Mano Menezes para subir depois que o meia Rafinha foi liberado para o Coritiba. O garoto da Raposa era vice-artilheiro e líder em assistências no time sub-20 em 2019 e chega com bastante prestígio para o período de treinos com a seleção. A convocação foi motivada pelo corte do também meia Alan, do Palmeiras, que se lesionou.

Confira curiosidades dos outros nove garotos convocados por Tite:

Phelipe Megiolaro, goleiro do Grêmio

Aos 20 anos, Phelipe Megiolaro já é um "veterano" na seleção brasileira principal. Afinal, ele foi chamado por Tite para ser o terceiro goleiro nos amistosos do ano passado contra Arábia Saudita e Argentina, no país asiático. No Grêmio, já está na equipe profissional e é o quarto goleiro. É famoso pela capacidade de sair jogando com os pés e encara certa desconfiança por não ser tão alto - tem 1,85m.

Yuri Sena, goleiro do Vitória

Ainda nas categorias de base do Vitória, Yuri Sena tem 18 anos e uma larga carreira nas seleções inferiores. Em 2017, por exemplo, disputou o Mundial Sub-17. Neste ano, já havia sido convocado para período de treinos da seleção sub-20, comandada por André Jardine. Yuri tem 1,90m de altura.

Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Weverton chegou ao Cruzeiro para esta temporada, após crescer no Figueirense Imagem: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Weverton, lateral-direito do Cruzeiro

Depois de ser criado pelo Figueirense, o lateral foi contratado pelo Cruzeiro para terminar sua formação na Raposa. E já conseguiu ser um dos destaques da equipe na Copa do Brasil Sub-20. Pode jogar também na ala esquerda. O defensor tem 19 anos e coloca Daniel Alves, que estará no grupo da Copa América, como sua grande referência no futebol.

Ramon, lateral-esquerdo do Flamengo

Ramon tem 18 anos e fez parte da campanha vitoriosa do Flamengo na Copa São Paulo do ano passado. O lateral-esquerdo começou a carreira no Nova Iguaçu e sempre apareceu mais pela qualidade ofensiva. Neste ano, passou a até ser relacionado para jogos do Campeonato Carioca e do Campeonato Brasileiro. A força física também o deixa em evidência.

Morato, zagueiro do São Paulo

Canhoto, de bom porte e bastante técnico para sair jogando, Morato foi promovido ao elenco profissional do São Paulo nesta semana. Na última quarta-feira, foi relacionado pela primeira vez e ficou no banco contra o Bahia, pela Copa do Brasil. Aos 17 anos, foi um dos melhores do Tricolor na conquista da Copinha deste ano. Começou a jogar futebol de campo na Portuguesa.

Bruno Fuchs, zagueiro do Internacional

Outro zagueiro que se destaca pela boa saída de bola. Na base do Inter, é tratado como craque e recebe muita atenção para não queimar etapas e chegar mais maduro ao profissional. O garoto tem bastante personalidade, gosta de se posicionar nas redes sociais e já é seguido de perto pelo técnico Odair Helmann.

Rodrigo Nestor, meio-campista do São Paulo

Baixinho, mas extremamente técnico. Nestor pode ser volante para qualificar a saída de bola, como foi no título do São Paulo na Copinha deste ano, ou meia armador, como tem jogado no Paulistão Sub-20. O jovem de 18 anos visto como um dos melhores jogadores da geração 2000/2001 em Cotia, mas ele mesmo não tem pressa para ganhar uma chance no profissional.

Divulgação/Grêmio
Gui Azevedo, meia-atacante do Grêmio, está na mira do PSG, da França Imagem: Divulgação/Grêmio

Gui Azevedo, meia do Grêmio

Outro meio-campista de 18 anos. É visto como mais uma promessa da linha de sucessão que tem Luan e, mais recentemente, Matheus Henrique. O Grêmio renovou seu contrato nesta semana até 2024 e a multa chega a R$ 360 milhões. Apesar de toda badalação - que inclui interesse do Paris Saint-Germain -, segue no time sub-20, mas sonha em ser promovido no segundo semestre.

Martinelli, atacante do Ituano

Aos 17 anos, conseguiu ser um dos destaques do Campeonato Paulista deste ano. Levou o Ituano às quartas de final, marcou bonitos gols e chamou a atenção do Arsenal, da Inglaterra. Começou a carreira em uma escolinha de futebol do São Paulo, em Guarulhos, e depois atuou nas categorias de base do Corinthians, no campo e no futsal.

Mais Seleção Brasileira